Cresce adesão à previdência privada e aos seguros para o agronegócio em Campo Grande

Seguros para pessoas e massificados também se destacaram na região no acumulado de janeiro a outubro deste ano em comparação ao mesmo período de 2019

Campo Grande (MS) – Mesmo diante de um cenário de pandemia durante boa parte do 1º semestre, a MAPFRE, uma das maiores companhias de prestação de serviços nos mercados segurador, financeiro e de assistência do mundo, registrou crescimento em algumas de suas linhas de negócio em Campo Grande (MS). No acumulado de janeiro até outubro deste ano, em comparação ao mesmo período de 2019, os destaques ficaram por conta da adesão à previdência privada (+24%) e aos seguros para o agronegócio (+25%), para pessoas (+6%) e massificados (+4%).

Foto: Divulgação

Para Edson Tatsuya Shimojo, diretor da MAPFRE para a região Centro-Oeste, os seguros se mostraram um instrumento ainda mais eficaz na manutenção do padrão de vida das famílias da região, na proteção de bens e melhoria das condições financeiras. “Muitas pessoas tiveram suas rendas impactadas pela crise do novo coronavírus, seja devido à queda no movimento em seus empreendimentos ou até mesmo ao desemprego. Porém, numa fase de crise sanitária global, muitas delas passaram a ter um novo olhar sobre os seguros e seus produtos derivados, pois compreenderam que eles proporcionam a manutenção do patrimônio e proteção a uma série de adversidades”, comenta o executivo.

De acordo com Shimojo, por enquanto, as baixas taxas de juros têm sido um incentivo adicional na comercialização de seguros. “O Banco Central continua com sua política monetária para estimular a economia, aproveitando as baixas expectativas de inflação. As quedas nas taxas de juros são tentativas de atenuar o efeito negativo da contração do PIB e, sob o aspecto do mercado segurador, têm aberto possibilidade de oferecermos os mesmos produtos de qualidade a preços mais atrativos”, informa.

Ainda segundo o diretor da MAPFRE, a tendência é que o consumidor continue a adotar um perfil mais preventivo e direcionado à sua proteção, de sua família e da sociedade, abrindo mais possibilidades para que a companhia amplie a cultura do seguro. “Estamos entendendo cada vez mais as demandas provenientes dos ‘novos consumidores’ e, a partir dessa compreensão, torna-se ainda mais importante difundirmos na região de forma educativa a cultura do seguro, pois, obviamente, uma população mais consciente das suas necessidades de proteção contrata mais apólices”, conclui.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Topo