Por que muitos pais já estão fazendo previdência privada para os seus filhos?

Entenda como a previdência privada pode te ajudar a planejar um futuro mais seguro financeiramente para os seus filhos e descubra como aplicar

Seja qual for o cenário econômico vigente, os pais sempre têm preocupação com o futuro de seus filhos e desejam o melhor para eles, certo? Um desejo em comum entre os pais é querer uma vida estável financeiramente, sem maiores apertos para os seus filhos. Dessa maneira, pensar em fazer uma previdência privada para os seus herdeiros pode ser uma boa forma de se sentir mais seguro e garantir uma estabilidade.

Mirando nesse objetivo, muitas pessoas já possuem um plano de previdência privada para seus filhos, entretanto, encontraram outra corretora ou banco com taxas melhores. Para essas situações, você pode recorrer sempre à portabilidade e migrar para a previdência Icatu.

Foto: Shutterstock

O que muitas pessoas se esquecem sobre o mercado financeiro é que ele está sempre em movimento. Por conta disso, as tarifas e condições podem sempre mudar e é preciso estar atento para fazer o seu dinheiro render mais da maneira mais segura possível, principalmente se você está preocupado com o futuro dos seus filhos, não é mesmo?

O que é previdência privada?

Para investir em previdência privada, em primeiro lugar, você precisa definir qual modalidade é a melhor para sua situação. As duas existentes no Brasil são: PGBL e VGBL.

PGBL

O Plano Gerador de Benefício Livre (PGBL) é um método de aposentadoria complementar, no qual, todo o valor resgatado é taxado pelo Imposto de Renda (IR). As contribuições são mensais e podem ser deduzidas a partir da base de cálculo da renda individual de cada um de acordo com a declaração do IR.

O limite máximo de abatimento de 12% dos rendimentos tributáveis anuais deve ser respeitado nesse tipo de plano, sendo uma opção mais indicada para quem realiza a declaração completa do Imposto de Renda.

VGBL

O Vida Gerador de Benefício Livre é um plano onde o recolhimento de Imposto de Renda ocorre somente a partir da rentabilidade do patrimônio, e não mais sobre o valor total. Essa opção normalmente é mais indicada para aqueles que realizam a declaração simplificada do IR.

Previdência privada infantil

Há alguns anos a poupança deixou de ser a melhor opção de investimento para pais que querem deixar algum tipo de apoio financeiro para o futuro de seus filhos. Principalmente por conta da queda da taxa Selic, a poupança não tem apresentado um rendimento satisfatório.

Assim, ela não é mais considerada um bom investimento a longo prazo, cedendo espaço para a previdência privada. Quando falamos mais especificamente sobre plano de previdência privada infantil, é necessário tomar alguns cuidados quando comparado com a previdência privada.

Em primeiro lugar, a pessoa que contrata o plano deve ser o responsável legal do menor, podendo ser um dos pais, tutor ou até mesmo o curador legal.

É ela que terá autorização legal para movimentar as reservas da previdência e será a responsável por pedir resgates, portabilidade das aplicações e até mesmo atualizar possíveis alterações no cadastro.

Dessa forma, o contratante passa a ser considerado o responsável financeiro pelo investimento, sem apresentar nenhuma limitação de idade, grau de parentesco e profissão.

Além disso, ela se torna responsável por declarar o pagamento das contribuições no momento da declaração de imposto de renda.

Por que optar por um plano de previdência infantil?

Diferentemente do que algumas pessoas podem pensar, o plano de previdência infantil vai muito além de garantir a aposentadoria dos herdeiros.

Na maioria das vezes, investimentos desse tipo são realizados com o intuito de cobrir os custos com a faculdade, compra do primeiro carro ou até mesmo da primeira casa.

Não é incomum que os rendimentos do fundo sejam sacados quando os filhos completarem 18 ou 21 anos, dependendo do que foi acordado previamente. O que modifica de um fundo para outro é o valor investido.

Quanto maior for o montante aplicado periodicamente e, proporcionalmente, quanto maior for o tempo de duração do investimento, maior será a reserva financeira disponível para o jovem no futuro, dependendo também da rentabilidade obtida durante o período determinado.

Vantagens da previdência privada infantil

A maior vantagem relacionada ao plano de previdência privada infantil é em relação à diluição dos depósitos para o investimento. O esforço financeiro necessário para chegar ao montante acaba se diluindo ao longo dos anos.

Além disso, quanto mais cedo as contribuições se iniciarem, maior será o valor resgatado. Isso ocorre porque os rendimentos vão aumentando com os juros compostos determinados pela rentabilidade do fundo.

Dessa forma, antes de contratar o plano de previdência privada para os seus filhos, pesquise bem as opções disponíveis e não hesite em fazer simulações para comparar taxas e custos entre as diferentes instituições financeiras. Não se esqueça também que é importante sempre manter em mente o objetivo final da previdência no momento de realizar a contratação.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Topo