Juiz anula sua ridícula sentença contra Lula

Ao anular a sua própria sentença, de 23 de julho, que tentou cassar o título de Doutor Honoris Causa dado ao ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, em março de 2012, pela Universidade Estadual de Alagoas (UEAL), o juiz da 4ª Vara Cível de Arapiraca (AL), Carlos Bruno de Oliveira Ramos, simplesmente confirmou o que o Blog noticiou: o processo foi fruto de desleixo. A sentença, muito criticada, foi anulada, porque a Ação Popular desrespeitou o prazo exigido por lei para questionarem o ato.

Houve prescrição. Ilegalidade que o juiz, a confirmar o desleixo, demorou mais de três anos para identificar. Oliveira Ramos não explicou os 83 dias entre a assinatura da sentença e a descoberta que ela era “uma minuta ainda em edição”. Nem o fato de, no último dia 10, intimar as partes com a decisão não concluída. Inúmeros desleixos que apenas confirmam a perseguição de determinados setores do judiciário a Lula.

Leia e entenda detalhes em:  https://marceloauler.com.br/juiz-anula-sua-ridicula-sentenca-contra-lula/

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Topo