Em Brasília, Marcelo Miranda participa de encontro para definir o retorno dos Jogos Escolares Brasileiros

Campo Grande (MS) – O retorno dos Jogos Escolares Brasileiros (JEBs) em 2021 foi tema de encontro realizado nesta quinta-feira (24.09), em Brasília-DF, pela Confederação Brasileira de Desporto Escolar (CBDE). O evento contou com a participação do diretor-presidente da Fundação de Desporto e Lazer de Mato Grosso do Sul (Fundesporte), Marcelo Ferreira Miranda, representando o Governo do Estado, e de demais autoridades esportivas, políticas e acadêmicas, que deram início ao plano de trabalho para a retomada da competição nacional.

Fotos: Divulgação/CBDE

Durante a reunião, que também envolveu a mesa diretora do Fórum Nacional de Secretários Estaduais de Esportes, foram discutidos os requisitos técnicos das seletivas estaduais e o formato final do evento. A cidade-sede dos JEBs em 2021 será o Rio de Janeiro-RJ, com data a ser definida entre setembro e outubro. A duração será de uma semana.

A CBDE, junto à Secretaria Especial do Esporte, vinculada ao Ministério da Cidadania, ficará responsável por trazer de volta a competição estudantil na categoria etária de 12 a 14 anos, em 17 modalidades. Destas, 10 terão disputas que valerão como seletiva ao Campeonato Sul-Americano Escolar, previsto para acontecer em Brasília-DF, em dezembro do ano que vem. A organização prevê ainda custear, além da hospedagem, passagens aéreas às delegações.

Entre as discussões do plano de trabalho, ficou decidido que o Comitê Olímpico do Brasil (COB), por sua vez, realizador do maior torneio esportivo-escolar do país atualmente, os Jogos Escolares da Juventude, será encarregado de continuar organizando o evento, entretanto apenas na faixa etária de 15 a 17 anos.

Para o titular da Fundesporte e secretário executivo do Fórum Nacional de Secretários Estaduais de Esportes, Marcelo Ferreira Miranda, o retorno dos JEBs fortalece o esporte escolar e oportuniza milhares de crianças e adolescentes. “Essa sempre foi uma competição que possibilita aos jovens em idade escolar um intercâmbio esportivo. É, inclusive, uma oportunidade para que os atletas de Mato Grosso do Sul possam demonstrar seus talentos a nível nacional”.

Fotos: Divulgação/CBDE

No encontro na Capital federal, Miranda sugeriu à comissão organizadora dos JEBs a valorização de talentos esportivos dos Estados que, muitas vezes, não têm a chance de demonstrar potencial na disputa das fases nacional e sul-americana.

“Alguns atletas de alto nível ficam de fora, pois não ganham a etapa municipal ou estadual e acabam não tendo a oportunidade, nesse modelo atual dos Jogos Escolares da Juventude do COB, de avançar à fase nacional e até continental. Acredito que os JEBs poderiam voltar a adotar, nesta retomada, o sistema de seleções estaduais ou permitir a inclusão de outros atletas destaque, que não estavam no plantel da equipe campeã estadual e detentora da vaga”, argumentou.

De volta após 16 anos

O anúncio de retorno dos JEBs foi feito pelo secretário Especial do Esporte, Marcelo Magalhães, no dia 30 de julho deste ano. A tradicional competição estudantil estava inativa desde 2004. O evento esportivo reunirá, já no próximo ano, 7,5 mil atletas, aproximadamente 1,5 mil técnicos, 400 árbitros e 520 pessoas do comitê organizador. Também deve contabilizar a distribuição de duas mil medalhas, 140 troféus e 180 horas de transmissão ao vivo via streaming.

As 10 modalidades em que os JEBs servirão como seletiva para o Sul-Americano são atletismo, atletismo paralímpico, basquetebol, futsal, handebol, judô, vôlei, natação, tênis de mesa e xadrez.

As outras sete previstas para compor o programa oficial dos Jogos são vôlei de praia, karatê, luta olímpica/wrestling, ginástica (artística e rítmica), badminton, ciclismo e taekwondo. Além disso, a CBDE informou que pretende abrigar como esportes de demonstração modalidades como skate, escalada, dança, polo aquático e o curling, este último integrante dos Jogos Olímpicos de Inverno.

Além dos citados, o evento em Brasília-DF nesta quinta (24.09) também teve a presença do secretário executivo do Ministério da Cidadania, Antônio José Barreto Júnior; do secretário adjunto da Secretaria Especial do Esporte, André Alves; da secretária Nacional de Esporte, Educação, Lazer e Inclusão Social (Snelis), a ex-atleta olímpica da natação Fabiola Molina; do deputado federal Eduardo Bolsonaro; do presidente da CBDE, Antonio Hora Filho e de demais autoridades relacionadas ao desporto.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Topo