Dois pontos separam os três primeiros barcos da Classe C30 em Ilhabela

Caballo Loco, Loyalty e Kaikias Via Itália afirmaram a competitividade e o equilíbrio da Classe C30 neste fim de semana na retomada da Copa Suzuki de Vela Oceânica

Flotilha da C30 em Ilhabela (Aline Bassi / Balaio de Ideias)

São Paulo (SP) – A Classe C30 foi novamente protagonista das disputas mais emocionantes do fim de semana (19 e 20/9) na penúltima etapa do ano da Copa Suzuki – Circuito Ilhabela de Vela Oceânica. Após quatro regatas, apenas dois pontos separam os três primeiros colocados, com liderança do Caballo Loco (7 pontos perdidos), seguido por Loyalty (8) e Kaikias Via Itália (9). Loyalty, do Veleiros do Sul (RS) obteve duas vitórias contra uma, das outras duas embarcações.

No sábado, o vento sul com rajadas de 22 nós (40 km/h) proporcionou à Classe C30 três regatas espetaculares no meio do Canal de São Sebastião, com três vencedores diferentes. Loyalty (06) ganhou a primeira, Kaikias Via Itália (03), a segunda, e o líder da etapa, Caballo Loco (01), a última prova. A 2ª Etapa da Copa Suzuki será concluída no próximo fim de semana (26 e 27/9), com sede no Yacht Club Ilhabela.

Domingo foi um dia mais difícil devido ao vento fraco e inconstante, o que exigiu esforço da Comissão de Regata (CR) para realizar uma única prova, de percurso, rente à costa de Ilhabela. “Foi um pesadelo para a CR. O sul só entrou no meio da tarde. Largamos no meio do canal com 1,5 nó de correnteza para leste e quase sem vento”, contou o comandante do líder Caballo Loco, Mauro Dottori.

Largada da Classe C30 (Aline Bassi / Balaio de Ideias)

A boia estava próxima à Barraca do Samba. Fomos em direção à Vila (região central de Ilhabela) e depois para o Perequê. A população, em terra, reagiu com entusiasmo ao ver os barcos passando tão perto das praias. O Loyalty ultrapassou a gente depois da largada, ‘colou’ na ilha e se deu bem. Eles cruzaram a linha de chegada cem metros à nossa frente e o Kaikias foi o terceiro”, relatou Dottori.

Retorno em segurança – Animados com as disputas do fim de semana, os velejadores comemoraram o retorno às regatas em Ilhabela, a Capital Nacional da Vela. “Foi muito gostoso ver a turma retomando as atividades e cumprindo, com segurança, os protocolos sanitários. É o nosso primeiro campeonato no Yacht Clube de Ilhabela (YCI) depois de seis meses de quarentena. O retorno foi muito bem planejado. No próximo fim de semana tem mais”, exclamou Dottori.

As demais classes da Copa Suzuki têm como líderes, Ginga, com apenas um ponto a menos do que Conquest Ecom na HPE 25, Rudá (IRC), Zeus (RGS A) e Comanda (RGS C).  Neste ano serão apenas três etapas devido ao cancelamento das regatas de junho. A decisão ficará para os dois últimos finais de semana de novembro, paralelamente ao Campeonato Brasileiro da Classe C30 iniciado em fevereiro, em Florianópolis.

Classe C30 na 2ª Etapa da Copa Suzuki (4 regatas)    

1 – Cabalo Loco – Mauro Dottori: 2+2+1+2 = 7 pp

2 – Loyalty – Alexandre Leal: 1+3+3+1 = 8 pp

3 – Kaikias Via Itália – Eduardo Mangabeira: 3+1+2+3 = 9 pp

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Topo