Tornados atingem Santa Catarina e deixam um rastro de destruição

As fortes chuvas provocaram quedas de árvores em rodovias de Santa Catarina — Foto: PMRv/ Divulgação

Dois tornados atingiram entre o fim da tarde de sexta-feira (14) e o início da madrugada deste sábado (15) o Estado de Santa Catarina, provocando muita destruição e deixando centenas de desabrigados e dezenas de feridos.

De acordo com as primeiras informações, divulgadas agora a pouco pela Assessoria de Imprensa da Defesa Civil, os danos foram na infraestrutura de vários municípios, os quais decretaram estado de calamidade pública.

O Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet) informou que os ventos chegaram a atingir os 105 km/h, fazendo com que postes de energia elétrica e árvores fossem derrubados sobre vias públicas.

A Defesa Civil e o Corpo de Bombeiros contabilizaram até o momento 16 feridos, mas esse número pode aumentar nas próximas horas. O número oficial de desabrigados é de 830 pessoas.

As tormentas causaram estragos no Norte catarinense — Foto: Defesa Civil/ Divulgação

Testemunhas disseram que antes da chegada dos tornados chovia forte nas Regiões Norte e Oeste de Santa Catarina, inclusive houve queda de granizo.

Os desabrigados estão recebendo lonas, colchões e mantimentos, das prefeituras e da Defesa Civil.

A Assessoria de Comunicação do Comando Geral do Corpo de Bombeiros (CGCB) informou que 120 residências foram totalmente destruídas e/ou ficaram seriamente danificadas.

Outros 4 mil imóveis também foram atingidos, mas os danos foram mínimos. Por precaução, todos os moradores foram retirados de suas casas e foram levados para abrigos públicos.

Cerca de 40 mil imóveis estão sem energia elétricas. As equipes estão nas ruas providenciando a manutenção da rede elétrica, mas não há previsão de quando a situação estará normalizada.

Tornados atingem Santa Catarina e deixam um rastro de destruição – Foto: Reprodução/Facebook/Romeu Junior

A passagem dos tornados também causou prejuízos no Vale do Itajaí, na Serra Catarinense e na capital, Florianópolis.

Com informações das Assessorias da Defesa Civil e do CGCB/SC

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Topo