Biblioteca Isaias Paim disponibiliza equipamentos de acessibilidade para instituições

Campo Grande (MS) – A Biblioteca Isaias Paim, unidade da Fundação de Cultura de Mato Grosso do Sul, está prestando um serviço de acessibilidade às instituições. Apesar de não estar atendendo ao público, por conta da pandemia, a Biblioteca possui uma impressora em braile e outros equipamentos de acessibilidade (lupa para baixa visão e máquina Perkins) e está realizando parcerias com instituições que desejam utilizar esses equipamentos.

Biblioteca Isaias Paim – Foto: FCMS/Divulgação

Na manhã desta terça-feira (11.08), a Biblioteca recebeu a visita da professora da UFMS, Elis Anjos, que veio imprimir etiquetas para as peças do Museu Inclusivo de Anatomia Humana da UFMS. A professora de Anatomia Humana dos cursos de Medicina e Farmácia da UFMS participa de um projeto de extensão de acessibilidade de pessoas com deficiência, e solicitou o uso da impressora para imprimir em braile etiquetas com os nomes dos ossos e do sistema esquelético, peças sintéticas que estão expostas no museu. “Os visitantes deficientes visuais podem tocar nas peças e poderão identifica-las por meio das etiquetas em Braile”, diz Anjos.

Por conta da pandemia, o museu encontra-se fechado desde março, mas os projetos continuam em andamento, para quando for aberto, depois da quarentena. Esta ideia de incluir acessibilidade no Museu de Anatomia Humana surgiu a partir da visitação, no ano passado, de duas pessoas deficientes visuais nas mostras do museu. A partir disso, a responsável pela entidade, professora Jussara Ennes, demonstrou interesse em desenvolver parcerias.

A instituição conseguiu chegar até à Biblioteca Isaias Paim devido à estudante de Farmácia da UFMS, Maria Luiza Brambilla, que é filha da arqueóloga e coordenadora do Museu de Arqueologia, Lia Raquel Toledo Brambilla. O Muarq fica no Memorial da Cultura e da Cidadania, mesmo prédio em que funciona a Biblioteca. A estudante tinha conhecimento de que este serviço era oferecido pela Isaias Paim e informou a professora.

Acompanharam a professora Elis Anjos as suas alunas do curso de Farmácia, Maria Luiza Brambilla, Julia Lopes Ribeiro Fredo e Daniele Barboza Miranda Guimarães. A coordenadora da Biblioteca, Eleuzina Crisanto, convidou o professor João Tavares, especialista em Educação Especial com ênfase em Educação Inclusiva, para auxiliar na impressão, edição e correção dos caracteres.

A coordenadora da Biblioteca Isaias Paim, Eleuzina Crisanto, diz que está firmando parcerias com outras instituições, como o Instituto dos Cegos Florisvaldo Vargas (Ismac), para doação de audiolivros sobre a história de Campo Grande, por conta do aniversário da cidade, e com o Muarq, para a utilização da impressora em braile para produzir etiquetas para vitrines. “Nós damos todo o suporte para a acessibilidade. Em época de pandemia, o que a biblioteca está oferecendo são esses serviços, como as impressões em braile, porque é um trabalho em que as instituições podem levar o material sem haver necessidade de devolutiva, não precisa do isolamento do material para devolução. As instituições que desejarem podem entrar em contato com a Fundação de Cultura de MS e solicitar as impressões. Nós prestamos todo o auxílio necessário”, diz Eleuzina.

Para mais informações sobre a parceria e solicitação dos serviços de acessibilidade da Biblioteca, basta ligar para (67) 3316-9161 ou enviar e-mail para diretoriageral@fcms.ms.gov.br

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Topo