Reparação de danos

Ditadura mascarou dados ao retirar indígenas em Itaipu

Foto: Repórter Brasil/Arquivo

Mapas inéditos mostram que ditadura militar agiu para apagar a história dos Avá-Guarani que ocupavam o território antes da construção da hidrelétrica. Os registros cartográficos detalham como era a presença indígena na área da usina de Itaipu, no Paraná, antes das obras, na década de 1970. Para o professor e pesquisador da UnB (Universidade de Brasília), Paulo Tavares, o sigilo sobre as imagens aponta a intenção de aplicar uma “estratégia perversa” para expulsar os indígenas.

Exemplo da perversidade são as fotos acima, em que funcionários de Itaipu posam em frente a casas guarani em chamas. As imagens foram reveladas em 2017 na Comissão da Verdade. O procurador-geral da República, Augusto Aras, pediu que o STF arquivasse a ação de reparação de danos aos Avá-Guarani — pedido que foi acatado pelo ministro Alexandre de Moraes.

Leia a reportagem completa

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Topo