Confiança da indústria cresce 15,2 pontos na prévia de junho, diz FGV

Foto: Agência Brasil/ABr

Aos poucos, a confiança dos empresários da indústria na retomada da economia brasileira ganha mais força. Foi isso que constatou o levantamento mensal da Fundação Getúlio Vargas (FGV) na prévia do mês de junho.

O Índice de Confiança da Indústria, divulgado pela FGV, teve um aumento de 15,2 pontos na prévia de junho deste ano, em comparação com o dado consolidado de maio deste ano. Com o resultado, o indicador atingiu 76,6 pontos, em uma escala de zero a 200 pontos.

Caso a prévia se confirme no resultado consolidado de junho, essa será a maior alta mensal da história da pesquisa.

O avanço da confiança em junho é resultado da melhora da avaliação dos empresários em relação ao presente e, principalmente, da confiança para os próximos três e seis meses.

Diversos setores da indústria já comemoram a reabertura da economia, como é o caso da construção civil que teve autorização para abertura dos canteiros de obras em diversos estados, com o retorno dos trabalhos e também elevação da demanda, o que pode elevar e o preço de concreto usinado gesso, cimento, madeiras e outros materiais, movimentando toda uma cadeia de fornecedores de mão de obra e materiais.

Segundo a FGV, o Índice de Expectativas, que mede a confiança no futuro, teve crescimento de 20,6 pontos, para 75,5 pontos, recuperando nos últimos dois meses mais da metade da queda observada em abril.

O Índice de Situação Atual, que mede a confiança no presente, cresceu 9,2 pontos, para 77,8 pontos, o equivalente a um terço da perda de abril.

O Nível de Utilização da Capacidade Instalada da Indústria (Nuci) teve crescimento de 5,9 pontos percentuais e chegou a 66,2%.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Topo