Empresários do Aero Rancho recebem máscaras e orientações sobre biossegurança

Ação “Eu Fui Orientado” visa informar pequenos negócios sobre importância dos protocolos de segurança.

Sebrae/MS entrega máscaras para empresários. Os itens de segurança foram todos doados pelo Sistema Fiems. – Foto: Divulgação

Nesta quinta-feira (30), agentes do Sebrae/MS atenderam os pequenos negócios do bairro Aero Rancho, localizado na região Sudoeste de Campo Grande. Além de levar orientações sobre biossegurança, os agentes entregaram máscaras para a proteção dos empresários. Os itens de segurança foram todos doados pelo Sistema Fiems.

Ao todo, o Sistema Fiems doou 5 mil máscaras, das quais 1.500 foram destinadas exclusivamente ao Aero Rancho. O material restante será doado nos próximos bairros que serão visitados na Capital. Segundo o presidente do Conselho Deliberativo Estadual do Sebrae/MS e presidente do Sistema Fiems, Sérgio Longen, mais uma vez as instituições privadas demonstraram o apoio ao empresário sul-mato-grossense, em um momento desafiador para a economia.

“Possuímos diversas ações de enfrentamento à pandemia. É importante e estamos trabalhando incansavelmente para que cada um possa colaborar. Entendo que é um avanço qualquer ação hoje das nossas equipes para a ajuda nesse momento difícil”, disse o presidente Sérgio Longen.

A visita ao Aero Rancho, considerado um dos bairros com maior densidade empresarial da Capital, integra o cronograma da ação “Eu Fui Orientado”, lançada pelo Sebrae neste mês para orientar os empresários sobre a importância dos protocolos de segurança. A expectativa com a medida é manter o comércio aberto, já que, se o empreendedor não se adequar, o poder público poderá adotar novas restrições.

Os negócios orientados pelos agentes recebem o selo “Eu Fui Orientado”, identificando que a empresa é segura e responsável. Segundo a diretora-técnica do Sebrae/MS, Maristela França, a ação seguirá para outros bairros. “Essa ação contemplará todas as regiões de Campo Grande, e irá até o final de outubro. O empresário está solícito em receber orientações, muitos inclusive já adotam as medidas básicas, como o uso de máscaras”, destacou.

É o caso da vendedora Ana Paula Flores, da loja Diamante Cell, localizada na Avenida Rachel de Queiroz. Ela disse que o comércio da região está “se cuidando bastante”, e aprova as visitas dos agentes. “Estamos cumprindo o horário certinho e trabalhando dentro das regras, fazendo nossa parte. É importante passarem no comércio para deixar as pessoas mais conscientes”.

O empresário José Rodrigues, proprietário da loja Casas Bheular, que fica na mesma avenida, disse que enfrentou dificuldades com a pandemia de Covid-19, mas que tem buscado se reinventar. Para ele, o apoio de entidades como o Sebrae é fundamental. “Recebi a máscara, as orientações e o selo, é uma ajuda que ‘caiu do céu’, a gente fica sozinho e quando enxergamos apoio, ficamos satisfeitos. Como não temos vacina, é crucial cuidar da higiene, do distanciamento, é essa conscientização que precisamos”.

Eu Fui Orientado

Até o momento, já foram visitados empreendedores dos bairros Tiradentes, Universitário, Moreninhas e Aero Rancho. Além de Campo Grande, o atendimento irá abranger outros municípios de Mato Grosso do Sul. Em todo o estado, a expectativa é atingir 19 mil micros e pequenas empresas.

Além das visitas, o Sebrae/MS, em uma parceria com o Sesi/MS e Senac/MS, está com inscrições abertas para consultorias de biossegurança, gratuitas para os pequenos negócios. Os interessados devem se inscrever por meio do site: orienta.ms.sebrae.com.br. Mais Informações pelo telefone 0800 570 0800.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Topo