Como os idosos devem lidar com o isolamento

Especialista dá dicas de como manter a saúde mental

Nadia Benitez, CEO da rede Ginástica do Cérebro – Foto: Arquivo Pessoal

A pandemia de Covid-19 impôs uma nova rotina às pessoas. Prevenção e isolamento são duas das palavras mais usadas há meses. E no caso dos idosos, os cuidados devem ser redobrados. Muitos que mantinham uma rotina intensa de atividades voltadas para a prevenção de doenças neurodegenerativas e psicossomáticas, como o Alzheimer, por exemplo, agora se deparam com outro desafio: como manter a mente ativa nesse período de confinamento e privação das relações sociais.

Pensando nisso, Nadia Benitez, psicopedagoga, especialista em neuropedagogia e CEO da rede de cursos Ginástica do Cérebro, referência nacional em estimulação cognitiva, preparou exercícios lúdicos para exercitar a mente em casa e superar o isolamento social. Confira:

1 – Crie uma rotina: a rotina faz com que o idoso fique menos ansioso. É na rotina que você encontra metas e objetivos. Defina atividades e horários;

2 – Adaptar exercícios: para os idosos acostumados a fazer caminhadas e exercícios ao ar livre, adapte estes exercícios para conseguir fazer dentro de casa. É o momento de usar e abusar da criatividade;

3 – Livros, Filmes e Jogos: são boas distrações, ajudam a passar o tempo e ainda estimulam o cérebro. É importante que os temas destas atividades sejam alegres e positivos;

4 – Manter contato: quarentena não é abandono. É importante manter contato com os idosos por meio de ligações, chamadas de vídeo, envio de fotos e vídeos, por exemplo;

5 – Ambiente digital: trazer esse mundo da tecnologia para benefício dos idosos. Apresente o Youtube, as ferramentas de pesquisa, de chamadas de vídeo, jogos, etc. Um idoso pode, por exemplo, conhecer um museu. Diversos museus do mundo todo oferecem visitas virtuais;

6 – Jogos de tabuleiro: para idosos não familiarizados com a tecnologia, vale apresentar jogos de tabuleiro. É possível criar momentos de descontração e ainda estimular o cérebro;

7 – Oferecer apoio: idosos podem ser dependentes emocionalmente. É de suma importância manter o contato e oferecer apoio. Oferecer-se para ir ao mercado, à farmácia, por exemplo. Prestar suporte nesse momento de tensão.

Quer saber mais dicas e de forma gratuita?

Acesse https://conteudo.ginasticadocerebro.com.br/apostilaexercitamente e conheça diversas atividades que podem ser feitas em casa!

Mais informações em www.ginasticadocerebro.com.br

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Topo