JBS entrega ambulância em Ponta Porã (MS)

Ação integra o programa de responsabilidade social da empresa, “Fazer o Bem Faz Bem – Alimentando o Mundo com Solidariedade”

Foto: Divulgação

Campo Grande (MS) – Nesta sexta-feira (17), a JBS entrega uma ambulância ao Fundo Municipal de Saúde de Ponta Porã (MS), além de dois aspiradores hospitalares. A doação do veículo, considerado de grande necessidade para atendimentos emergenciais no sistema de saúde, é mais uma ação da empresa para a cidade dentro do seu programa “Fazer o Bem Faz Bem – Alimentando o Mundo com Solidariedade”.

Desde junho, a JBS já doou para a mesma instituição um monitor de sinais vitais, 6,3 mil litros de produtos de higiene e limpeza (álcool em gel e sabonete líquido) e cerca de 38 mil equipamentos de proteção individual (EPIs), como aventais, macacões impermeáveis, luvas de procedimentos, máscaras cirúrgicas e N95, toucas e viseiras faciais.

Ponta Porã é um dos mais de 200 municípios que serão beneficiados pelo programa no Brasil. Em Mato Grosso Sul, a JBS fará a doação de R$ 21 milhões, sendo R$ 10 milhões para o Estado e R$ 11 milhões para 16 cidades sul-mato-grossenses, beneficiando mais de 1,5 milhão de pessoas.

“No programa estruturado pela JBS para apoiar o país no enfrentamento ao coronavírus, o pedido por ambulâncias foi uma das principais demandas apontadas no mapeamento feito junto às prefeituras. Essa entrega chega em um momento fundamental para o sistema de saúde da região e é um legado que fica para a cidade e que ajudará a salvar muitas vidas, inclusive depois que tudo isso passar”, diz Fábio Brzozowski, gerente de Recursos Humanos da unidade da JBS em Ponta Porã.

Ao todo, a JBS empenhou R$ 16,2 milhões na compra de 84 ambulâncias, que serão doadas a 65 cidades em 13 estados ao longo das próximas semanas.

“Fazer o Bem Faz Bem – Alimentando o Mundo com Solidariedade”

Os R$ 400 milhões que serão doados pela JBS contra a pandemia no Brasil serão aplicados nas três frentes de atuação do programa – saúde, assistência social e ciência. A estimativa é que mais de 63 milhões de pessoas sejam beneficiadas com as ações.

A alocação dos recursos considera um diagnóstico feito com sistemas de saúde municipais e estaduais e incluiu entrevistas e análise de dados. Essas informações foram avaliadas por especialistas dos três comitês independentes do programa da JBS nas áreas de saúde, social e ciência e que, com larga experiência em seus respectivos setores de atuação, apoiaram na definição das ações e projetos atendidos.

Saiba mais sobre o programa no site jbs.com.br/fazerobemfazbem.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Topo