Você sabe o que é Varicocele?

Dr. Marco Lipay – Foto: Arquivo Pessoal

A Varicocele é a dilatação das veias dos testículos (espermáticas) e pode estar presente em até 30% da população masculina em geral. Acomete preferencialmente o lado esquerdo e pode aumentar de volume com o tempo. Muitas vezes é assintomática e pode ser detectada no autoexame, em uma consulta de rotina durante exame físico dos genitais ou em exames de imagem, como ultrassom. As varicoceles são classificadas em I, II ou III, de acordo com o tamanho do novelo varicoso identificado no exame.

Quando sintomáticas, podem ser identificadas em razão de dor no escroto, diminuição do volume testicular, aumento de volume no escroto (formação de varizes) e nas investigações para fertilidade masculina. Segundo a Sociedade Brasileira de Urologia (SBU), é a causa mais comum, conhecida e tratável de infertilidade masculina, acometendo perto de 35% dos homens com infertilidade primária e 80% com infertilidade secundária.

Nem sempre é necessário tratar uma varicocele. No entanto, considera-se o tratamento quando há:

  • Orquialgia (dor testicular);
  • Atrofia testicular;
  • Infertilidade para posterior aplicação de técnica de reprodução assistida in vitro (FIV).

A opção de tratamento é cirúrgica, conhecida como varicocelectomia, procedimento via inguinal que visa abordar as veias varicosas do cordão espermático. A SBU, em seu consentimento informado, menciona que o tratamento proposto pode resultar em algumas situações como:

  • Ausência de melhora do espermograma, quando a indicação da cirurgia objetivar o tratamento da infertilidade,
  • Recidiva da varicocele, requerendo novo procedimento cirúrgico,
  • Aparecimento de hidrocele (água no escroto) após a cirurgia,
  • Infecção,
  • Lesão venosa (arterial).

O tratamento cirúrgico, realizado sob efeito anestésico e ambulatorial, necessitará de um repouso relativo de atividades físicas, analgésicos e ausência de atividade sexual nos primeiros dias, entre outros cuidados, principalmente com a ferida cirúrgica.

Converse com seu urologista, ele saberá avaliar o seu problema e indicar a melhor forma de tratamento.

Foto: Divulgação

*Dr. Marco Aurélio Lipay é Doutor em Cirurgia (Urologia) pela UNIFESP (Universidade Federal de São Paulo), Titular em Urologia pela Sociedade Brasileira de Urologia, Membro Correspondente da Associação Americana e Latino Americano de Urologia e Autor do Livro “Genética Oncológica Aplicada à Urologia”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Topo