Recorde de frio em Campo Grande (MS) e Goiânia (GO)

A madrugada desta segunda-feira, 25 de maio, foi a mais fria do ano até agora em Campo Grande, capital de Mato Grosso do Sul, e também em Goiânia, a capital de Goiás.

A acentuada queda de temperatura foi provocada pela forte e grande massa de ar frio de origem polar que está se espalhando sobre o Brasil e vai influenciar o país até o final desta semana.

Campo Grande (MS) – Foto: Divulgação

Recorde de frio em Goiânia

Segundo o Instituto Nacional de Meteorologia, a temperatura mínima em Goiânia nesta segunda-feira foi de 14,2°C, a menor de 2020 até agora. O recorde anterior era de 15,3°C, no dia 5 de maio.

Até a próxima quinta-feira, 28 de maio, as madrugadas devem ficar mais frias na região de Goiânia e novos recordes podem acontecer.

Recorde de frio em Campo Grande

Segundo o Instituto Nacional de Meteorologia, a temperatura mínima em Campo Grande nesta segunda-feira foi de 7,1°C, a menor de 2020 até agora. O recorde anterior era de 9,2°C, no dia 7 de maio.

Até o final desta semana as madrugadas serão bem frias na região de Campo Grande, porém não há expectativa de novas recordes. Mas até pelo menos a quarta-feira a temperatura na madrugada deve ficar em torno dos 10°C.

Frio abaixo de 10°C no Centro-Oeste

Temperaturas abaixo dos 10°C, ou pouco acima deste valor, foram registradas na madrugada desta segunda-feira, 25 de maio, nos estados de Mato Grosso do Sul Mato Grosso e Goiás. Houve condições para geada no sul de Mato Grosso do Sul, onde as temperaturas ficaram abaixo dos 5°C em alguns locais.

Menores temperaturas registradas pelo INMET em 25/5/2020

Amambai (MS): 2,8°C

Rio Brilhante (MS): 4,9°C

Sete Quedas (MS): 5,4°C

Bela Vista (MS): 5,5°C

Alto Taquari (MT): 7,4°C

Alto Araguaia (MT): 8,9°C

Pontes e Lacerda (MT): 9,4°C

Jataí (GO): 8,6°C

Mineiros (GO): 9,1°C

A forte massa de ar frio de origem polar que se espalha sobre o Brasil vai manter as temperaturas baixas à noite e ao amanhecer em todo o Centro-Oeste nos próximos dias.

As tardes ficam agradáveis e até quentes, pois o sol brilha forte.

Cuidado com a saúde ocular em tempos de pandemia

Ar seco

A população do Centro-Oeste deve ficar atenta à baixa umidade do ar nos próximos dias. A presença do ar frio de origem polar deixa o ar também mais seco.

Ao longo da semana, muitas áreas do Centro-Oeste vão passar várias horas com níveis de umidade entre 20% e 30%.

O sol predomina na Região e a semana será sem condições para chuva em praticamente todo o Centro-Oeste. Há chance de algumas poucas pancadas de chuva no extremo norte de Goiás e de Mato Grosso, áreas de divisa com o Pará e o Tocantins.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Topo