Carta a minha mãe

Mãe e Filha – Foto: Divulgação

Querida mamãe, este 2020 vai ser diferente. Talvez não entenda, mas não poderemos nos reunir como sempre fizemos nesse dia das mães. Vou explicar: uma mulher de 50 anos, esposa de um militar da reserva da Marinha, residente em Ladário, provavelmente chegou a contrair a hoje famosa covid-19, numa festa de aniversário. Foi a informação repassada por fontes do próprio município. Li nos órgãos de imprensa que parentes dela vieram do Rio de Janeiro, possivelmente infectados ou assintomáticos, e acabaram transmitindo a doença.  A mulher apresentou sintomas de tosse, coriza, febre, falta de paladar e procurou o Hospital Naval na segunda-feira, dia 04 de maio. Depois de passar pelo atendimento médico, foi encaminhada para a coleta de material e o resultado positivo para coronavírus foi informado na noite de terça-feira (05) pelo Laboratório Central de Campo Grande.

Seu esposo, de 48 anos, foi testado na manhã da quarta-feira, mas ainda existe um caso suspeito na família, neto do casal, que será testado hoje. Assim sendo, todos estão em isolamento domiciliar e sendo acompanhados. Acontece, mãe que o coronavírus não está no ar, ele se espalha por gotículas que entram em contato com mucosas dos olhos, nariz e boca – é o caso de quando alguém infectado espirra ou fala muito próximo a você; ou acaba tossindo na mão e encostando em uma superfície que depois será tocada por diversas outras pessoas. A questão é que você dificilmente pode escapar disso em um evento ainda que com reduzido número de pessoas. Pra senhora e para papai os sintomas tendem a ser mais severos, e o risco de perdê-los chega a ser 74 vezes maior do que o da faixa etária de adolescentes. Uma outra constatação que profissionais da saúde já fizeram nos primeiros momentos de luta contra a covid-19 é que o vírus é especialmente feroz contra quem já apresenta outras doenças associadas, como diabetes, hipertensão ou problemas cardiovasculares.

Nós que vivemos tranquilamente na Pérola do pantanal não queremos chegar ao que está sendo proposto na cidade de Guia Lopes da Laguna que decretou a restrição quase que total de pessoas no município, que até a publicação desta reportagem já havia confirmado 12 casos de covid-19. O decreto vale até às 24h do dia 14 de maio. Por esse documento, os moradores só poderão sair de casa para serviços essenciais e nos dias determinados pela prefeitura de acordo com o mês de nascimento. Todos deverão utilizar máscaras, independentes se estiverem a pé ou em veículos. Foi ainda decretado toque de recolher entre às 18h e 5h, salvo em caso excepcional. Ou seja, querida mãe, por favor entenda: o que e ensinou está comigo. “Cautela e canja de galinha não fazem mal a ninguém. Seria a pior situação do mundo, sua filha querida levando esse problema para a senhora. Não vou fazer isso.  O Poder público de Ladário está preocupado e atuante. Mas o que vai fazer a diferença são nossos atos e ações. Juro, não é falta de amor. É justamente o contrário, a senhora me ensinou ou meus primeiros passos e eu não aguentaria ver os seus últimos. Mãe fica em casa. Me espera, passando tudo isso, seus braços voltarão a me abraçar afetuosamente como sempre fizeram. Beijos.

Ass: Sua filha querida.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Topo