Governo vai investir em obras públicas para retomar economia pós-Covid-19

De acordo com informações divulgadas pelo general Walter Braga Netto, ministro da Casa Civil, o governo federal já estuda a reativação de obras públicas para movimentar a economia e também gerar empregos após as ações de isolamento social provocadas pelo coronavírus (Covid-19).

Ainda não existe um consenso dentro do governo sobre como serão estes investimentos e qual será a participação direta da administração federal, já que o Ministério da Economia, liderado por Paulo Guedes, deve interferência mínima do poder público.

Foto: Shutterstock

Não é um programa só de governo, é de Estado. A nossa previsão de trabalho deste programa está em um universo temporal de dez anos, até 2030. Estamos pensando a longo prazo“, afirmou Braga Netto em coletiva de imprensa.

Dados levantados por empresários de madeireiras, concreteiras e outros segmentos da construção civil apontam que pode haver falta de materiais básicos por causa do afastamento de profissionais durante o confinamento, isso deve provocar lentidão na retomada nas obras.

Em Pernambuco, o sindicato dos trabalhadores na construção civil estima que 70% dos profissionais ficaram fora dos canteiros de obra durante a quarentena. Esta ausência deve provocar um prejuízo estimado em R$ 6 bilhões, pelo levantamento do Sinduscon-PE.

Avaliação feita pelo Ministério da Infraestrutura aponta que existem cerca de 70 obras públicas paralisadas ou abaixo da capacidade normal. O apoio público deve impulsionar o consumo de itens como concreto bombeado, madeiras, tubulações e muita mão de obra, contribuindo para girar a economia em pequenas regiões.

São rodovias, ferrovias e terminais portuários que podem consumir cerca de R$ 30 bilhões em investimentos públicos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Topo