Instituto Unibanco anuncia apoio emergencial a 35 mil famílias em vulnerabilidade durante a pandemia do novo coronavírus

Ações de auxílio a moradores de favelas e periferias de Belo Horizonte, Fortaleza e Rio de Janeiro serão realizadas em parceria com organizações sociais locais

Foto: Divulgação

Em sintonia com as demais ações do conglomerado Itaú-Unibanco, na busca por mitigar o risco de expansão e contaminação e auxiliar as populações em maior situação de vulnerabilidade diante da pandemia do novo coronavírus (COVID-19), o Instituto Unibanco anuncia o desenvolvimento de ações de auxílio emergencial. Por meio de parcerias com organizações sociais, principalmente as locais, a instituição apoiará cerca de 35 mil famílias moradoras de favelas e periferias das cidades do Rio de Janeiro, Fortaleza e Belo Horizonte, com distribuição de kits de alimentação e higiene e transferência de renda.

Em situações emergenciais, é preciso ter um olhar estratégico que, ao mesmo tempo, entregue itens de necessidade básica a quem mais precisa e apoie essas pessoas do ponto de vista econômico. Por isso, atuaremos em duas frentes: na distribuição de alimentos e itens de higiene e na transferência de renda” explica Ricardo Henriques, superintendente executivo do Instituto Unibanco. Segundo ele, agir em rede com organizações sociais locais é fundamental para que os recursos, alimentos e itens de higiene sejam distribuídos rapidamente.

Através da análise de dados disponíveis pelo governo, foram identificadas as famílias em situação de extrema vulnerabilidade, com renda de até meio salário mínimo, para que recebessem os benefícios. Para atendê-las, foram firmadas parcerias com organizações locais que tenham atuação legítima nos territórios selecionados e a capilaridade necessária para a distribuição de kits e a transferência de recursos. Além disso, o Instituto Unibanco construiu um plano de trabalho com cada uma dessas entidades, que inclui o acompanhamento das ações realizadas e a distribuição de materiais informativos sobre a doença e dicas de prevenção.

Já realizado

Na última semana, por meio de uma parceria com a Central Única das Favelas (CUFA), o Instituto iniciou a distribuição de bolsas alimentação de R$ 120 para 5 mil mães residentes em favelas de 12 estados brasileiros. O apoio será realizado por dois meses, inicialmente. Além disso, com a organização Redes da Maré, entregou kits de alimentação e higiene para 6 mil famílias do conjunto de favelas da Maré, no Rio de Janeiro, além da distribuição de refeições prontas à população usuária de crack da região.

Nos próximos dias, pretendemos finalizar a primeira fase de nossa iniciativa, que terá duração de dois a cinco meses, alcançando mais de 35 mil famílias“, afirma Henriques. Os recursos deste apoio fazem parte da doação de R$ 150 milhões realizada pelo grupo Itaú-Unibanco, que também oferece apoio à infraestrutura hospitalar, com a compra de equipamentos necessário no atendimento aos pacientes internados por COVID-19.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Topo