Com grande sucesso foi lançado ‘Vertentes – Nossos Poemas’: Livro em parceria de 5 poetas de MS

(O concorrido Lançamento contou com uma mesa literária com os autores)

Capa e contracapa do Livro ‘Vertentes – Nossos Poemas’ – Foto: Julia Leite

Aconteceu recentemente em Campo Grande o lançamento do livro “Vertentes: Nossos Poemas”, obra idealizada pela Life Editora reunindo os poetas Elizabeth Fonseca, Guimarães Rocha, Henrique de Medeiros, Ileides Muller e Rubenio Marcelo, todos membros da Academia Sul-Mato-Grossense de Letras e já com vários livros publicados. Com prefácio de Geraldo Ramon Pereira, apresentação de Ana Maria Bernardelli e uma especial sinopse (na contracapa) do imortal Carlos Nejar, da ABL, “Vertentes…” possui 262 págs, reunindo 180 poemas e mostrando a diversidade de estilos literários dos cinco conhecidos poetas, que com destaque já militam há décadas na literatura. O evento, que ocorreu na ASL, também contou com uma mesa literária com os autores e mediação da apresentadora do livro.

A profª e ensaísta Ana Bernardelli assim afirmou acerca do livro: “‘Vertentes’ é uma obra que marca pelo inusitado da publicação e pela diversidade em completa e mágica harmonia. Em um só instante o leitor terá a oportunidade de conhecer cinco poetas da literatura do MS, cinco universos diferentes, cada qual com sua essência poética”.  Já o escritor e acadêmico Geraldo Ramon Pereira asseverou num trecho do seu prefácio: “Vertentes – Nossos Poemas’, em suma, é uma espécie de graal contendo cinco essências poéticas diferenciadas, mágica e caprichosamente integradas em performances linguísticas, com o fito de embevecer os privilegiados leitores”. Ramon definiu também um pouco do estilo de cada autor: Rubenio Marcelo apresenta poemas em versos livres, com forte dosagem metafórica e filosófica, repletos de simbolismo, que nos convidam à reflexão; Ileides Muller traz poemas que induzem à meditação, exercitando especialmente a fé e a virtude; Guimarães Rocha traz ora poemas românticos, ora temas de valorização da pátria e da família, dentre outras temáticas; Já os versos de Henrique de Medeiros são mais livres, fortes e fluentes, à custa de vocábulos bem escolhidos; e Elizabeth Fonseca traz versos caracterizados pela objetividade, com ternura e leveza, enfocando pessoas, fatos, lugares. Uma oportunidade única de conhecer diferentes estilos da literatura sul-mato-grossense em uma única obra.

Autores Henrique de Medeiros – Ileides Muller – Guimarães – Elizabeth e Rubenio Marcelo – Foto: Julia Leite

Nestes tempos atuais de quarentena e cuidados por causa do covid-19, a leitura é uma das melhores atividades, especialmente a leitura de livros de poesia, principalmente poemas possuidores de grande potencial artístico e valor literário, que fecundam o espírito e induzem à reflexão, como os que integram o livro “Vertentes: Nossos Poemas”, que pode ser adquirido pelo site da editora: www.lifeeditora.com.br/loja/produto/vertentes-nossos-poemas/.

Cada poeta coautor inseriu – na abertura da sua parte – uma epígrafe, que prepara os leitores para a leitura dos seus respectivos poemas no volume. Assim, temos, pela ordem no livro:

         “Um sonho renasce a cada dia… / mas para quem crê na revelação do íntimo, / além de si, para o ser infinito…” – (Rubenio Marcelo);

         “Todos os dias bebo um cálice de poesia. / Preciso de doses diárias para poder respirar” – (Ileides Muller);

         “A sociedade deveria fazer de todo fraco um forte / para que pudesse triunfar a humanidade” – (Guimarães Rocha);

         “Tento colocar dentro de mim o mundo. / Minha imaginação, onde tudo cabe, me engana fingindo que isso é possível” – (Henrique de Medeiros);

         “Tudo o que pensamos solve-se no Universo. / Por mais que nos escondamos, / Deus nos encontra” – (Elizabeth Fonseca).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Topo