Como a manutenção do seu carro pode não pesar no bolso?

AutoZ te traz algumas dicas de como se organizar para economizar

“Um carro é como ter um filho”, quem nunca ouviu essa frase? São impostos, seguros, trocas de óleo, pneus, verificações de segurança e revisões. Como podemos nos organizar para manter o veículo sempre em dia, com a certeza de que não vai pesar no bolso? O que devo listar e me programar para ir verificando ao longo dos meses? Com qual antecedência devo me precaver de trocas necessárias? São algumas das perguntas que pedimos para o Danilo Ribeiro do CTTI, do Grupo DPaschoal, do qual a AutoZ faz parte, nos ajudar a responder.

Foto: Divulgação

Quando pensamos em manutenção de um carro, precisamos entender que fazê-la preventivamente é sempre mais indicado do que a corretiva. Afinal, tudo que cuidamos com antecedência sempre fica mais barato, do que quando já está quebrado. “Pensamos nisso pra nossa casa, pra nossa saúde, e, a verdade é que com um carro não é diferente. A primeira dica que posso dar é: sempre siga a recomendação contida no manual do fabricante. Se você ainda tem um carro novinho ou que está na garantia, terá mais vantagens se organizando pelo manual”, orienta Danilo. A segunda dica é para aqueles que possuem um seminovo. “Pelo menos a cada seis meses ou 10 mil quilômetros, faça uma revisão de segurança. Essa dica é de ouro, as visitas à oficina são proporcionais ao quanto você utiliza seu carro. Ou seja, se pouco, você fará revisão duas vezes ao ano, se muito, precisará visitar seu mecânico de confiança mais vezes”. Segundo Danilo, com essas duas dicas iniciais, você já poderá economizar significativamente com seu carro.

E com o tempo, no que preciso ficar mais atento? O importante é sempre antes de pegar uma estrada ou a cada 15 dias, verificar a calibragem dos pneus do veículo, sempre em temperatura ambiente ou frios. “Uma segunda e importante orientação é a verificação do nível de óleo do carro uma vez ao mês”, reforça. Algo incomum é a verificação dos líquidos do seu carro, como água do radiador e a do parabrisa. Mas, elas também são muito importantes para manter seu carro funcionando em segurança. “Você sabia que manter sempre cheio o reservatório de água do parabrisa, também serve para manter por mais tempo, as borrachas dos limpadores hidratadas? Importante: não permita que na hora de abastecer seu carro o frentista se ofereça para completar o óleo do freio. Ao fazer isso você pode estar ocultando algum problema que exista por lá”, comenta Danilo.

Por último, Danilo orienta que sempre que possível, ao parar o carro, você vire totalmente o volante para um dos lados e verifique o desgaste internos dos pneus do seu carro, isso te permite verificar algo que acaba sempre ficando fora da visão. “E claro, nada além do que o motorista ter a percepção de que algo não vai bem. Carro puxando, volante torto, trepidação são alguns sinais”, finaliza.

É importante lembrar que deixar para a última hora, ou seja, nas épocas de muito movimento das oficinas como feriados, final de ano e férias, poderá também pesar no seu bolso. Pois, além de ter alguma surpresa, você pode acabar pagando um preço muito alto pela urgência.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Topo