Tribunal de Justiça de MS realiza campanha de doação de Ovos de Páscoa

A campanha do TJ/MS tem como objetivo entregar os ovos de Páscoa a crianças carentes.

O Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul (TJ/MS) está realizando essa semana uma campanha para doação de Ovos de Páscoa para crianças e adolescentes carentes e abrigados. Quem se dispor a ajudar, poderá fazê-lo comprando chocolates ou ovos de Páscoa a partir de R$ 22,00, ou então, realizando um depósito em dinheiro em conta bancária do próprio Tribunal de Justiça.

De acordo com informações da Assessoria de Imprensa do TJ/MS, a campanha teve início no dia 18 de fevereiro e segue até o dia 31 de março. Ao todo, são 2 mil crianças e adolescentes cadastradas para receber os chocolates e ovos de Páscoa, todas vinculadas a 49 instituições em 22 comarcas. Ainda faltam cerca de 1,3 mil barras de chocolate ou ovos de Páscoa.

Foto: Álvaro Barbosa

Os interessados em ajudar precisam escolher uma criança através do site do Tribunal de Justiça, e optar entre duas formas: a compra do ovo ou o depósito em conta bancária. 

Para entregar as barras de chocolate ou dos ovos de chocolate, o interessado deve preencher o formulário e imprimir a etiqueta que será gerada automaticamente.

Em seguida, deverá colar a etiqueta no ovo ou barras de chocolate que você adquiriu previamente e entregá-lo em um dos postos de coleta;

  • Secretaria de Comunicação no TJMS (Marta 3314-1667)
  • Fórum de Campo Grande, no Núcleo de Informática, situado no 3º andar (André 3317-3665).

Outra opção, é apadrinhar uma das crianças ou adolescentes e, ao invés de adquirir o chocolate ou ovo de Páscoa, o interessado em ajudar poderá fazer o depósito bancário.

Mais informações poderão ser obtidas através do E-Mail: pacijus@tjms.jus.br.
A campanha do TJ/MS conta com a pareceria das seguintes instituições: Associação dos Magistrados de MS (Amamsul), Tribunal Regional Eleitoral de MS (TRE/MS), Justiça Federal, União Feminina Beneficente, GM Produções, Revista Also, Festas Eventos, VCP Perícias, 5º Ofício Cartório de Notas e Cartório Catizan e 8º Tabelionato de Notas.

Com informações da Assessoria de Imprensa do TJ/MS

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Topo