Avião de pequeno porte cai em Guarujá e piloto sobrevive

Um avião de pequeno porte, tipo monomotor, caiu no início da tarde desta terça-feira (25), por volta das 12h05min (horário de Brasília), na Praia do Tombo, em Guarujá, litoral de São Paulo. Por sorte, ninguém ficou ferido e o piloto foi resgatado por surfistas.

De acordo com informações da Assessoria de Comunicação do Comando Geral da Polícia Militar (CGPM), o avião caiu no mar, tendo surfistas e outras embarcações menores seguido para o local para resgatar os sobreviventes.

Renan Ribeiro/Arquivo Pessoal/Cortesia

A bordo da aeronave estava apenas o piloto, que foi resgatado com vida, apenas com ferimentos leves. Ele foi colocado em uma ambulância e levado a um hospital da região.

As causas do acidente ainda são oficialmente desconhecidas, mas serão devidamente apuradas pelas autoridades competentes. O piloto, que não teve a identidade revelada, disse à polícia que houve falha no motor.

Esse tipo de aeronave é normalmente utilizado para carregar faixas publicitárias pelas praias do litoral de São Paulo.

Banhistas e surfistas ouvidos pelas autoridades policiais disseram que o avião sobrevoava muito baixo, e que antes da queda não houve fumaça nem fogo se desprendendo da aeronave.

Os vídeos feitos pelos banhistas e que foram divulgados nas redes sociais mostram o avião voando muito baixo, próximo ao mar. Logo em seguida a aeronave cai e fica parcialmente submersa.

Condutores de jet-skis e de botes, além de surfistas, foram até o avião para localizar e resgatar possíveis vítimas. O piloto foi resgatado e levado para a praia, onde foi socorrido pelos bombeiros e encaminhado a um hospital.

A área onde o avião caiu e afundou foi sinalizada pelo Corpo de Bombeiros, para que posteriormente possa ser feita a retirada do aparelho do fundo do mar.

Em nota, a Empresa Aeroportos Voa SP, responsável pelo Aeroporto de Itanhaém, de onde a aeronave decolou, disse que o avião pertence a uma empresa de publicidade. A aeronave decolou por volta das 09h40min (horário de Brasília) e, segundo os técnicos, não foram registrados nenhuma anormalidade no aparelho, embora essa análise tenta sido feita visualmente.

Com informações da Assessoria de Comunicação do CGPM/SP

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Topo