SRCG apresenta demandas de pecuaristas a representante do Mapa

90% das sementes de pastagem comercializadas têm origem na Embrapa Gado de Corte

O presidente do Sindicato Rural de Campo Grande, Rochedo e Corguinho (SRCG), Alessandro Coelho, apresentou demandas dos pecuaristas associados, aos pesquisadores da Embrapa Gado de Corte e ao Secretário de Inovação, Desenvolvimento Rural e Irrigação do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), Fernando Silveira Camargo. A reunião ocorreu nesta terça-feira (18), na sede da Embrapa e na oportunidade também foram apresentadas diversas pesquisas que estão em andamento, em benefício da pecuária.

Foto: Diego Silva

“O solo em determinadas regiões de Mato Grosso do Sul é desprovido naturalmente de nutrientes essenciais ao desempenho de forrageiras. É altamente dependente de pesquisa para o desenvolvimento de uma pecuária sustentável. A pecuária do estado deve muito à Embrapa pelo progresso contínuo”, destacou Coelho ao representante do Mapa. “O que pegamos da Embrapa é para não errarmos, ou errarmos menos, já que o material produzido por aqui, tem alta credibilidade”, completou.

Segundo o presidente do Sindicato é fundamental recursos para a pesquisa, que influenciam o desenvolvimento do setor. “O clima de MS contempla baixo índice de chuvas, estiagem longa, altitudes baixas, geadas em algumas regiões, um mix que não contribui com o solo. E ainda temos o bioma Pantanal, com suas especificidades. Tudo isso em um solo que exige alto investimento, é muito caro ao produtor, por isso a relevância da Embrapa, na criação de forrageiras que são destaques aqui e em todo Brasil”, aponta o presidente ao lembrar que 90% das sementes de pastagem comercializadas atualmente, têm origem na Embrapa Gado de Corte.

O secretário do Mapa, Fernando Camargo, levará as informações à Ministra Tereza Cristina, com a finalidade de sugerir novas ações e avaliar investimentos direcionados à pesquisa a favor da pecuária de corte e leiteira.

A reunião foi dirigida pelo chefe geral da Embrapa Gado de Corte, Ronney Mamede, e contou com a participação de vários pesquisadores e da representante da Secretaria de Estado de Meio Ambiente, Desenvolvimento Econômico, Produção e Agricultura Familiar (Semagro), Marina Dobashi.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Topo