Piloto português morre em acidente no Rally Dakar

O piloto português Paulo Gonçalves, de 40 anos, morreu na manhã deste domingo (12) durante o Rally Dakar. Ele disputava a 7ª etapa da corrida, realizada na Arábia Saudita.

De acordo com informações das principais agências internacionais, o acidente aconteceu quando Paulo Gonçalves pilotava sua motocicleta no km 276 de uma rodovia, entre Riad e Wadi al Dawasir, tendo sofrido um violento capotamento.

O piloto chegou a ser socorrido pelas equipes de emergência e foi levado inconsciente a um hospital de Riad, onde foi constatado sua morte cerebral.

O piloto português Paulo Gonçalves, morto neste domingo (12) durante o Rally Dakar – Foto: Twitter/Reprodução

Paulo Gonçalves, vice-campeão do Rally Dakar em 2015, disputava seu 13º Rally. Campeão do Mundo de Rally em 2013, começou em Dakar em 2006, terminado quatro provas no Top 10.

Na Arábia Saudita, o piloto Paulo Gonçalves era considerado um dos favoritos na categoria, mesmo depois de ter quebrado o motor de sua motocicleta na terceira etapa.

O piloto português ocupava, no final da 6ª etapa, o 46º lugar na classificação geral. Ele é o 25º concorrente do Dakar a morrer durante a competição desde o início do mais famoso Rally do mundo, em 1979.

Vários pilotos lamentaram a morte de Paulo Gonçalves, entre eles o espanhol Carlos Sainz, que publicou nas redes sociais “este é um dia muito triste no Dakar”.

Apesar do acidente, a 7ª etapa foi realizada e encerrada normalmente, tendo sido vencida pelo espanhol Joan Barreda, da equipe Honda. Ele também lamentou a morte do colega.

Já o australiano Mathias Walkner ficou em 2º lugar e o argentino Luciano Banavides ficou em 3º lugar.

Na classificação geral, o americano Ricky Brabec, da Equipe Honda, continua na liderança, ou seja, na 1ª colocação.

Depois de 10 anos sendo disputada na América do Sul, o Rally Dakar atravessou o Oceano Atlântico e está sendo realizada na Arábia Saudita. A largada aconteceu no dia 05 de janeiro na cidade de Jedá, as margens do Mar Vermelho. A final está prevista para acontecer no dia 17 de janeiro em Qiddiyah, após 12 etapas e 7.856 km de percurso, seja em areia, dunas, desertos sauditas e praias.

Com informações das Agências France Presse e Reuters

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Topo