Mulheres são protagonistas na execução de projetos do Programa Fomento Rural

Seja em projetos coletivos ou individualizados, as mulheres são maioria na execução das atividades do Programa Fomento Rural, coordenado pelo Ministério da Cidadania. A proposta busca melhorar as condições de vida daqueles que vivem no campo em situação de pobreza e — só este ano – DEZENOVE mil famílias foram atendidas. As mulheres estão à frente de SETENTA E CINCO por cento das iniciativas aprovadas e financiadas pelo governo federal — que tiveram investimento total de R$ 44 milhões.

Foto: Divulgação

Maria Conceição Oliveira, de 42 anos, é natural de Ibipitanga, no sertão produtivo da Bahia. A dona de casa resolveu reunir mulheres da comunidade para produzir pães, bolos e doces. Juntas, montaram uma cozinha comunitária com o recurso de DOIS MIL 400 reais pagos pelo governo federal em duas parcelas. Hoje, Maria Conceição se sente mais ativa e valorizada.

Para o secretário Nacional de Inclusão Social e Produtiva Rural, José Roberto Carlos Cavalcante, o destaque das mulheres nas ações produtivas rurais é crescente pelo compromisso, habilidade de cuidado e organização, além do protagonismo nos lares brasileiros.

Distante mais de SEISCENTOS quilômetros de Salvador, em Ibiassucê, vive a agricultora familiar Aliene Ribeiro, de 42 anos. Na cidade com dez mil habitantes, ela encontrou a oportunidade de crescer no próprio quintal de casa: foram as laranjeiras que se transformaram na principal fonte de renda familiar. O Programa Fomento Rural deu a oportunidade para que Aliene desenvolvesse, junto à assistência técnica, o projeto individualizado para a compra de uma caixa d’Água e uma bomba para aguar a plantação, resolvendo o problema de irrigação. O recurso de DOI MIL 400 reais fez a diferença na vida da agricultora.

A seleção das famílias para participar do Programa Fomento Rural é realizada por empresas de assistência técnica, como a Emater, a Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural do Distrito Federal, e outras entidades que atuam no campo, contratadas para oferecer o serviço de acordo com informações do Cadastro Único para Programas Sociais do governo federal. Para saber mais, acesse: mds.gov.br.

Ouça aqui (3’04”)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Topo