Prefeitura de Rio Verde doa área e Câmara Municipal aprova projeto para instalação de frigorífico em Rio Verde

Instalação deve gerar quase 500 vagas

O Projeto de Lei Complementar do Executivo, que autoriza a doação de área de terra para a ampliação das instalações do frigorífico “MS BOI COMERCIO E ABATE DE BOVINOS”, foi aprovado pela Câmara Municipal de Rio Verde, em Sessão Extraordinária nesta terça-feira (17/12).

O Governo do Estado de Mato Grosso do Sul, já havia aprovado o incentivo fiscal para instalação do Frigorífico em Rio Verde.

A deliberação havia sido publicada na edição no Diário Oficial Eletrônico n. 10.037, do dia 27 de novembro de 2019, aprovando o incentivo fiscal para que a empresa MS Bois, pudesse iniciar os trabalhos da empresa.

Fotos: Paulo Sérgio

A abertura do frigorífico só dependia que o executivo enviasse projeto de lei, e que o legislativo rio-verdense, aprovasse a doação do terreno. Uma doação de uma área foi realizada pela prefeitura, porque é necessário adequar a planta às exigências dos mercados nacional e internacional.

Conforme o Prefeito Mário Kruger, através desse incentivo, o Governo permitirá a criação de 450 postos de trabalho no município, com estimativa de contatar 250 pessoas no início e o restante, logo após a conclusão da 2º etapa quando o frigorífico estiver em funcionamento total.

A Vice-Prefeita Dinalvinha Viana, comemorou a aprovação pelo Governo do Estado e agora a aprovação da doação do terreno. Isso é fruto de trabalho, de responsabilidade da nossa gestão, através do nosso Prefeito Mário Kruger. “A empresa investirá R$ 40 milhões na obra, e esse é um momento histórico de grande alegria e satisfação, pois Rio Verde começa a trilhar os rumos do desenvolvimento com altos investimentos, que terá em breve retorno econômico, social e financeiro para toda nossa população”, finaliza Dinalvinha.

Fotos: Paulo Sérgio

Projeto

Uma planta que vai atender o mercado interno e habilitar para o mercado internacional. Os investimentos previstos para a reativação inicial da indústria chegam a R$ 40 milhões, porque ela precisa ser modernizada para ser cadastrada no Serviço de Inspeção Federal (SIF). De acordo com o prefeito de Rio Verde, Mário Kruger, com a vinda do frigorífico, a população será beneficiada com geração de emprego e renda.

“Rio Verde precisa de muitas opções de trabalho e emprego para população”, pontuou o governador Reinaldo Azambuja, na realização do evento governo presente no mês de setembro em Rio Verde. O frigorífico, que está fechado há seis anos, foi arrematado em um leilão judicial por empresários de Mato Grosso do Sul e de São Paulo e vai suprir um pouco a demanda“

Fotos: Paulo Sérgio

Exportação

A planta industrial abre possibilidades para a exportação. Conforme o secretário, esse frigorífico de Rio Verde se credenciará para exportar para Israel. “Este é um momento muito propício, a nossa ideia é posicionar o Brasil, e o Estado entra muito forte nisso, como exportador de proteína animal”, afirmou o titular da Secretaria de Estado de Meio Ambiente, Desenvolvimento Econômico, Produção e Agricultura Familiar (Semagro), Jaime Verruck, no mesmo evento.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Topo