Saiba como proteger seu animal de estimação dos fogos de artifício

Veterinária dá dicas reais de como cuidar do bem-estar dos pets

Enquanto para muitos fogos de artifício, tão comuns na virada de fim de ano, são motivos de alegria e divertimento, para os animais a situação é totalmente o oposto. Não é segredo para ninguém que animais em geral possuem uma audição muito mais sensível do que a nossa e, nessas ocasiões, ficam extremamente estressados e assustados. Alguns, inclusive, podem ter uma parada cardíaca e acabar falecendo em decorrência do susto. “Muitos passarinhos acabam morrendo nessa época do ano, as pessoas acham que só os cachorros sofrem, mas todos os animais se incomodam, o barulho é muito alto e assustador para eles”, afirma a veterinária Natália Gouvêa, da clínica Soft Dogs e Cats, que também dá as dicas mais eficientes para acalmar os ânimos dos nossos amados bichinhos.

Saiba como proteger seu animal de estimação dos fogos de artifício – Foto: Divulgação

O principal ponto que a Natália destaca é a companhia. Nesses momentos, o melhor a se fazer é não deixar o seu pet sozinho: “Gatos possuem a facilidade de entrar em guarda-roupas ou outros móveis para fugir do barulho, já os cachorros ficam mais expostos ao barulho e acabam sofrendo mais, por isso é tão importante não os abandonar nesse momento”, relata Natália.

Os donos também podem contar com a ajuda de florais, mas sem esquecer de administrar o produto de 15 a 20 dias antes do evento, para o pico de ação do composto realmente funcionar. O mercado pet também já possui produtos específicos para acalmar os bichinhos, como aqueles a base de passiflora. Calmantes mais fortes também são uma opção, mas Natália alerta: “Jamais medicar o seu animal de estimação sem antes consultar uma veterinária, um remédio errado ou em uma dose maior pode acabar trazendo sérios problemas de saúde para o pet”.

O pano também é uma ótima ideia para essas épocas do ano. A técnica consiste em amarrar o animal com um pano para que a circulação sanguínea do corpo seja estimulada, e assim, ele se sinta “abraçado”, amenizando as tensões e diminuindo a irritabilidade

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Topo