Livro que aborda automedicação e consumo de “tarjas preta” será lançado no dia 09

A quinta edição do livro “Psicofarmacoterapia e Equipe Multidisciplinar” tem abordagem multidisciplinar com linguagem simples, clara e objetiva

Foto: Divulgação

No Brasil, oito em cada 10 pessoas com mais de 16 anos admitem tomar remédios sem prescrição médica, de acordo com o Instituto de Ciência, Tecnologia e Qualidade (ICTQ). Esse é o maior índice de automedicação identificado desde que a pesquisa começou a ser feita, em 2014.

Em Campo Grande, capital de Mato Grosso do Sul, o segundo remédio mais vendido nas farmácias da cidade são os psicotrópicos (os chamados tarja preta, tarja vermelha e outros), que perdem apenas para os analgésicos e antigripais, de acordo com a pesquisa de Doutorado (Unicamp, 2001) do médico psiquiatra José Carlos Souza.

A união dessas duas informações diz muito sobre o comportamento da sociedade brasileira, despertando a atenção de profissionais da área da saúde. “O quadro é muito grave e a automedicação é uma realidade. O acesso à internet faz com que as pessoas pulem etapas, tanto decidindo por conta própria quais remédios irão tomar, como realizando a compra de medicamentos controlados sem receita. Isso pode causar subdoses, intoxicações, interações medicamentosas e reações adversas”, comenta o médico.

Livro para educar

Com a intenção de esclarecer e orientar a população sobre os riscos da automedicação e da prescrição de psicotrópicos por não especialistas, o psiquiatra publica, há seis anos, o livro “Psicofarmacoterapia e Equipe Multidisciplinar”. A 5ª edição será lançada na próxima segunda-feira, dia 09 de dezembro, às 19h.

Com a participação de Vinicius de Andrade, Residente em Psiquiatria CAISM-Franco da Rocha/Complexo Juquery, e Iane de Sousa, Farmacêutica e Mestre em Farmácia, a nova edição do livro traz uma linguagem simples, clara e objetiva, para que qualquer pessoa, mesmo que não seja da área da saúde, entenda o conteúdo que, por sua vez, aborda os remédios controlados e a automedicação do ponto de vista do trabalho, trânsito, depressão, ansiedade, distúrbio do sono, trânsito, psicofármacos em idosos e farmacogenética, entre outros.

“Todas as pessoas, e não só os médicos ou farmacêuticos, precisam saber qual o efeito do uso de remédios em suas vidas. O conteúdo do livro foi revisado e estendido para levar informações mais completas ao leitores, conscientizando sobre os riscos aos quais se expõe uma pessoa quando escolhe automedicar-se. É uma questão de saúde pública”, explica José Carlos.

Foto: Divulgação

Serviço

O lançamento do livro “Psicofarmacologia e Equipe Multidisciplinar” (Editora Sparta) acontece no dia 09/12 às 19h no Instituto Vidhas Sistêmicas (Rua Pernambuco, 1396). Mais informações: (67) 3027-3565 / (67) 98138-0220.

Os autores

José Carlos Souza

É Médico Psiquiatra, Professor do Curso de Medicina da UEMS, Especialista em Medicina do Sono, Mestre em Psicologia, Doutor em Ciências Médicas, PhD em Saúde Mental

Iane F. de Sousa

É Farmacêutica, Professora do curso de Medicina da UFSC, Mestre em Farmácia, Doutora na área interdisciplinar

Vinicius O. de Andrade

É Graduado em Medicina pela UFGD, Médico residente em Psiquiatria CAISM-Franco da Rocha/Complexo Juquery

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Topo