Humoristas de Mato Grosso do Sul promovem evento inédito sobre a rotina louca e cômica dos motoristas de aplicativos

Histórias reais de condutores e usuários revelam como o caos do trânsito pode render boas risadas

Nos horários de maior movimentação no trânsito de Campo Grande, os chamados ‘picos’, o som de buzinas e a pressa de muitas pessoas revelam uma rotina estressante. Para se ter uma ideia, de acordo com informações da AMAC – Associação dos Motoristas de Aplicativos da Capital, são 8 mil condutores cadastrados e mais de 300 mil usuários desta ferramenta que chega para otimizar o deslocamento e facilitar a vida da população.

Pensando em amenizar esse conflito logístico da cidade e transformar o caos em comédia, um grupo formado por motoristas de mobilidade urbana que também são humoristas, decidiu compartilhar as histórias bizarras vividas diariamente dentro dos carros. O evento de stand up, que propõe o humor de cara limpa, recebeu o nome de “Tá no Dinâmico”, expressão que faz referência ao elevado número de solicitações de corridas.

Foto: Divulgação

Há mais de três anos, Júnior Mânica (27), é motorista e somente há oito meses, faz parte do mundo da comédia. “Vejo os absurdos com olhar cômico e quando digo absurdos são absurdos mesmo. Já passei por várias situações engraçadas, e o bacana é justamente isso: encontramos os mais diferentes perfis de pessoas, folgados, bêbados, atrasados, baladeiros, ricos e pobres, todos de alguma forma rendem boas histórias.  Sempre me lembro do dia em que levei um rapaz sem pernas e alcoolizado até um motel”, comenta.

Outro integrante do grupo é o Fred Oshiro (32), com mais tempo de humor do que de condutor, ele explica que tem o lado bom de interagir com diferentes personalidades, mas tem também os casos constrangedores. “Entre as várias corridas que já fiz, algumas ficam registradas na memória, como por exemplo, quando atendi uma pessoa muito comunicativa, mas com um mau hálito que podemos comparar ao córrego da Ernesto Geisel, ou quando atendo pessoas no supermercado atacadista que gastam R$ 400 nas compras do mês e não têm a capacidade de comprar uma sacolinha de 45 centavos”.

Vinicius Franco (32), é mais um motorista e humorista. Há mais de uma década no humorismo, contabilizando as pausas que teve que dar, ele resume o trabalho que faz hoje. “O stand up me ajuda a lidar com problemas que existem no trânsito. Enxergarmos a vida por outra perspectiva, tudo vira piada. Já passei por várias situações, uma vez eu peguei uma senhora indignada que foi o percurso inteiro falando mal de tudo e de todos. Quando foi a minha vez de reclamar, ela me olhou bem nos olhos e falou pra eu me acalmar e até me indicou alguns remédios que, segundo ela, funcionam muito bem”.

Foto: Divulgação

O humor e a profissão nasceram praticamente juntos para Igor Smith (26). Em dois anos já viveu muitas coisas no trânsito, entre elas, presenciar uma traição no carro. “Uma vez transportei três pessoas, um casal e mais um amigo. A pedido do rapaz, a primeira a descer foi a namorada, a deixei no endereço solicitado e dei continuidade na viagem, menos de cinco minutos depois, os dois rapazes estavam se beijando no banco de trás, o detalhe é que os dois desceram na mesma parada”.

De acordo com os organizadores, o show não é voltado só para motorista de aplicativos, mas também usuários deste serviço, e todo mundo que queira dar boas risadas com fatos reais que fizeram parte da rotina desses profissionais, do humor e da direção.

O evento está marcado para o dia 24 de novembro, às 19h no Kapital Comedy Pub, que fica na Avenida Capital, 109 – Vila Rica, em Campo Grande. Os ingressos custam R$ 10.

Um Comentário sobre “Humoristas de Mato Grosso do Sul promovem evento inédito sobre a rotina louca e cômica dos motoristas de aplicativos”

  1. Douglas disse:

    AMAC não representa ninguém que eu conheço tenho 2 anos de motorista de app nunca vi essa AMAC, ela só aparece quando tem holofotes.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Topo