Melo e Kubot vencem de virada e estão na semifinal do ATP Finals em Londres

Classificação, nesta quinta-feira (14), foi diante de Ram e Salisbury. Agora dupla aguarda definição dos adversários que sairão na rodada desta sexta-feira (15) na capita inglesa para voltar à quadra no sábado (16)

São Paulo (SP) – Um jogo muito difícil, decidido no match tie-break, garantiu nesta quinta-feira (14) a classificação de Marcelo Melo e Lukasz Kubot para a semifinal do ATP Finals. Na O2 Arena, em Londres, na Inglaterra, Melo e Kubot precisavam da vitória na última rodada do Grupo Jonas Bjorkman para seguir no torneio. Segunda melhor dupla na capital londrina, ganharam de virada do norte-americano Rajeev Ram (EUA) e do britânico Joe Salisbury (4), marcando 2 sets a 1, parciais de 6/7 (5-7), 6/4 e 10-7, após 1h44min, para comemorar a vaga.

Melo e Kubot terminaram em segundo lugar no grupo, com duas vitórias em três jogos e agora aguardam os adversários na semifinal que sairão na rodada desta sexta-feira (15) do outro grupo, o Max Mirnyi. A primeira colocação do Jonas Bjorkman ficou com o sul-africano Raven Klaasen e o neozelandês Michael Venus (5).

Vibração de Marcelo (Peter Staples / ATPTour.com)

“Foi mais um bom jogo que fizemos. Muito melhor do que na rodada anterior, pelo nível de energia que estávamos e a maneira como jogamos. Mesmo assim foi duríssimo, que é o que se deve esperar aqui no Finals. Conseguimos aproveitar uma boa chance no segundo set, para levar depois para o match tie-break e, aí, acho que fomos bem superiores”, analisou Marcelo, patrocinado por Centauro, BMG, Itambé e Taroii, com apoio da Volvo, Orfeu Cafés Especiais, VOSS e Confederação Brasileira de Tênis.

“Estamos muito felizes em passar para a semi. Temos um dia livre. E agora é ir com tudo aproveitando essa chance de estarmos na semifinal”, completou Marcelo.

O primeiro set já mostrou como seria difícil o jogo e a busca pela classificação para a semifinal. Os adversários quebraram primeiro, 3/1, abrindo depois 4/1. Melo e Kubot devolveram o break no sétimo game, deixando em seguida tudo igual, 4/4. No décimo segundo game, salvaram dois set points e a série foi para o tie-break. Mais dois set points salvos, mas Ram e Salisbury acabaram marcando 7/6 (7-5) para sair na frente. No segundo set, o equilíbrio continuou. Depois de salvar uma oportunidade de break no sétimo game, Melo e Kubot aproveitaram a chance de quebra no décimo game e fecharam em 6/4 para levar a definição para o match tie-break. Aí dominaram, mostrando muita confiança, e venceram por 10-7 para conquistar um lugar na semifinal.

O Finals reúne as oito melhores duplas da temporada. Na primeira fase, elas são divididas em dois grupos, jogando todas contra todas dentro dele. As duas melhores de cada um disputam as semifinais, neste sábado (16). A decisão será neste domingo (17).

Marcelo faz sua sétima participação seguida (desde 2013) no Finals, recordista entre os brasileiros, a terceira ao lado do parceiro polonês (2017, 2018 e 2019). Foi duas vezes vice-campeão: com Kubot, em 2017, e com Dodig, em 2015.

Segunda vitória garantiu a classificação para as semifinais (Peter Staples / ATPTour.com)

Grupos

Grupo Max Mirnyi

(1) Juan Sebastian Cabal / Robert Farah (Colômbia)

(3) Kevin Krawietz / Andreas Mies (Alemanha)

(6) Jean-Julian Rojer (Holanda) / Horia Tecau (Romênia)

(7) Pierre-Hugues Herbert / Nicolas Mahut (França)

Grupo Jonas Bjorkman

(2) Marcelo Melo / Lukasz Kubot

(4) Rajeev Ram (EUA) / Joe Salisbury (Grã-Bretanha)

(5) Raven Klaasen (África do Sul) / Michael Venus (Nova Zelândia)

(8) Ivan Dodig (Croácia) / Filip Polasek (Eslováquia)

Concorrendo como a melhor dupla do ano – Melo e Kubot estão concorrendo ao ATPTour.com Fans’ Favourite Awards, o prêmio da Associação dos Tenistas Profissionais (ATP) que define – em simples e duplas – os eleitos pelo público como seus favoritos do ano. A votação foi prorrogada até o dia 18 deste mês no https://www.atptour.com/en/news/atp-awards-2019-fans-favourite.

Quarenta e seis vitórias em 2019 – O mineiro Marcelo Melo, 36 anos, e o polonês Lukasz Kubot, 37 anos, estão jogando juntos desde o início da temporada 2017. Antes, formaram parceria em torneios como o ATP de Viena, onde foram campeões em 2015 e 2016. Na temporada 2019, conquistaram 46 vitórias, quatro no Masters 1000 de Indian Wells, com o vice-campeonato, três no Masters 1000 de Miami, duas no Masters 1000 de Monte Carlo, uma em Barcelona, duas em Madri, três em Roma, duas em Roland Garros, uma em s-Hertogenbosch, três em Halle (com o vice), três em Wimbledon, duas em Washington, duas em Cincinnati, quatro com o título em Winston-Salem, duas no US Open, três no ATP 500 de Beijing, quatro no Masters 1000 de Xangai, três no ATP 500 de Viena e duas na fase de grupos do ATP Finals.

Comemoração da vitória (Peter Staples / ATPTour.com)

Recordista em títulos e semanas no topo do ranking – Marcelo é recordista brasileiro em número de títulos – soma 33 na carreira – e o tenista do País com maior número de semanas no topo do ranking da ATP – 56. Também lidera em participações no ATP Finals – sete vezes seguidas, desde 2013. Nesta temporada, mais um recorde, ao somar 500 vitórias, maior vencedor entre os tenistas do Brasil, passando a ser o 35º jogador de todos os tempos a atingir essa marca – atualmente são 520.

Entre 2017 e 2018, Marcelo ficou 30 semanas – 25 consecutivas – como líder do ranking mundial individual de duplas da ATP (13 semanas em 2017 – terminando o ano como número 1 – e 17 semanas em 2018). Antes, ocupou a liderança pela primeira vez em 2015, por 22 semanas, também virando o ano na frente, e voltou ao primeiro lugar por mais quatro semanas a partir de maio de 2016.

Em Winston-Salem, no mês de agosto deste ano, conquistou o seu 33º título, todos em duplas. Dois são Grand Slam – Roland Garros, na França (2015) e Wimbledon, em Londres (2017) e nove Masters 1000, além de sete ATP 500 e 15 ATP 250. Em 2019, pelo 13º ano consecutivo comemora no mínimo um título por temporada. Foi a 13ª conquista ao lado de Kubot. Juntos, Melo e Kubot, ganharam pelo menos um torneio por ano desde 2015.

O primeiro título de Marcelo em torneios ATP foi em 2007, no Estoril, em Portugal. Tem dois Grand Slam, além de um vice em Londres (2013) e um vice (2018) e duas semifinais no US Open. Marcelo também lidera no número de títulos em Masters 1000. Em Xangai 2018 chegou ao nono, depois de ganhar Xangai (2013 e 2015), Paris (2015 e 2017), Toronto (2016), Cincinnati (2016), Miami (2017) e Madri (2017).

Temporada 2019

Título

ATP 250 – Winston-Salem (EUA), rápida

Vice-campeonato

Masters 1000 – Indian Wells (EUA), rápida

ATP 500 – Halle (Alemanha), grama

ATP 500 – Beijing (China), rápida

Masters 1000 – Xangai (China), rápida

ATP 500 – Viena (Áustria), rápida

Mais informações:

Site:  www.melomarcelo.com

Fanpage:  facebook.com/marcelomelo83

Instagram: @marcelomelo83

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Topo