Vinhos no verão: Wine Weekend Summer apresenta para São Paulo as tendências do mercado

De 28 de novembro à 01 de dezembro, o evento também é uma grande oportunidade para abastecer a casa já em clima de encerramento do ano

Novembro chegou e, com ele, os pensamentos sobre as festas de final de ano, férias e o verão que está por vir. É nesta época que as pessoas procuram momentos de descontração e, juntamente com eles, motivos para erguer as taças e brindar o ano que está por vir. Os amantes desta bebida adulta terão a oportunidade de abastecer suas casas na Wine Weekend Summer, de 28 de novembro a 01 de dezembro, no Pavilhão das Culturas Brasileiras do Parque Ibirapuera. A gama de rótulos apresentados terá até 70% de desconto.

Já não se pode mais falar que vinho é uma bebida de inverno. O brasileiro entendeu que não é preciso esperar as baixas temperaturas para degustar um bom vinho. A cada ano, aumenta no país o consumo de espumantes, champanhes, vinhos brancos, rosés e verdes, sendo este último a grande tendência da estação. A ampla variação entre a característica dos estilos, os mais leves e refrescantes brilham durante o verão. “Para aqueles que preferem não abrir mão do vinho tinto, escolha vinhos mais jovens, que apresentarão seus taninos e teores alcoólicos menores, trazendo o frescor desejado”, explica Eduardo Viotti, autor e jornalista especialista em vinhos, líder de mesa em concursos internacionais e das palestras e workshops durante a Wine Weekend Summer.

Foto: Divulgação

A Wine Weekend Summer vai de encontro com o novo perfil dos consumidores no Brasil. Uma pesquisa recente elaborada pelo Ibravin aponta que os consumidores estão em busca de produtos menos óbvios. No Brasil, o perfil dos neófilos mostra-se mais aventureiro. São pessoas que gostam de experimentar sabores inusitados. “Os visitantes poderão degustar rótulos das mais diferentes regiões produtoras. Além de uma variedade de rótulos, dos espumantes aos tintos, que agradarão a todos os gostos e bolsos”, conta Zoraida Lobato, organizadora do evento.

Tendências

Para 2019, a grande aposta da consultoria britânica Wine Intelligence, que todo ano levanta as previsões para o mercado global do vinho, era de que os orgânicos e veganos firmem seu espaço. Tal fato aconteceu. Nos semestres de 2019, no Brasil, o consumido de vinhos produzidos a partir de uvas orgânicas teve um incremento de 30% em relação ao mesmo período do ano passado.

Durante a Wine Weekend Summer, rótulos com este tipo de manejo estarão à disposição, em estandes como importadora Weinkeller, especializada em vinhos alemães orgânicos e biodinâmicos. A iniciativa também estará presente nos estandes da importadora Caves Santa Cruz, com a linha de rótulos biodinâmicos e Julia Kemper, vinícola familiar da região do Dão (Portugal).

Segundo a consultoria, as embalagens alternativas ganharão ainda mais espaço no mercado. Isso porque elas poucos mudaram nos últimos séculos. No caso brasileiro, a previsão indica o crescimento dos vinhos em latas e nos formatos menores em geral, como meia-garrafa, as de 187 ml, etc. Outro fator é o hábito do consumidor “escolher com os olhos”, ou seja, o rótulo precisa oferecer sinais visuais que gerem confiança, reconhecimento e sejam agradáveis aos olhos do cliente.

Curiosidades

A importadora Caves Santa Cruz traz grandes diferenciais para a Wine Weekend Summer. O Vinho Ervideira Invisível, é um dos únicos vinhos brancos produzido por casta tinta, sem dar cor ao líquido. Para completar o time Ervideira, lançarão o Conde D’Ervideira Vinho D’Água, vinho que passa por envelhecimento embaixo do lago Alqueva.

Vinhos alemães também marcam presença na Wine Weekend. A importadora Weinkeller apresentará aos visitantes os diferenciais de pequenos produtores. Dentre eles, o raro Gewüztraminer feito com vinhas velhas de mais de 60 anos. A produção anual deste rótulo não ultrapassa 500 garrafas.

Os visitantes também poderão conhecer maravilhosos vinhos italianos. A importadora Sicilianess apresentará o Opera Vsq Rosé Brut Le Marchesine, um espumante rosé diferente, feito com cascas de cebola e frutas vermelhas, e o Le Marchesine, com fragrâncias que lembram limão e pão tostado. Combinando perfeitamente com o clima do verão, levarão o Tenuta Corte Giacobbe Pinot Grigio Delle Venezie, um vinho branco seco que possui xarope de banana e pera com equilíbrio entre salgado e doce. A Wine Weekend Summer ainda terá experiência com o público. Numa oportunidade única, a Vinoli ensinará a fazer deliciosos drinks de moscatel.

Neste ano, o evento traz como novidade a presença do 4u.wine, um serviço de seleção e entrega de vinhos que surge como uma nova proposta no cenário brasileiro de garimpar em diversos países rótulos específicos que apresentem uma ótima relação custo/benefício. Após identificados, eles passam por uma curadoria com um comitê de especialistas. Dentro os membros, está Dirceu Vianna Jr., brasileiro que mora há 30 anos na Inglaterra e honra o título de ser o único Master of Wine de língua portuguesa. Somente após a aprovação deste grupo, os vinhos são importados para venda direta ao consumidor final no Brasil. Além de fornecer os vinhos, o 4u.wine, juntamente com os próprios produtores, reúne todas as informações sobre o vinho: viticultura, vinificação, vídeos com os enólogos responsáveis, bem como fotos das vinícolas e adegas, arrematando com propostas de harmonização e análise refinada dos experts. O objetivo da empresa é importar vinhos que surpreendam em qualidade na medida da demanda.

Como a feira acontece no Pavilhão da Cultura, nada mais justo do que uma exposição histórica sobre o vinho Cauim, um vinho típico dos índios, em que as mulheres eram as produtoras, sem intervenção masculina. Só em 1532, quando Martim Afonso de Souza, chegou ao Brasil, ele trouxe as primeiras mudas das uvas viníferas para a produção de vinho como conhecemos atualmente. Outra apresentação cultural que promete atrair a atenção do público é a Cachaça. Um símbolo do Brasil como a bandeira nacional e a moeda, o real.

Wine Weekend Summer abriga também o Projeto Rolha Verde, que recolhe as rolhas dos vinhos consumidos durante o evento e depois direciona para grupos de pessoas de baixo poder aquisitivo, organizados por artesãos, que com uso de criatividade e esforço transformam insumos descartáveis em matéria prima para novos produtos gerando trabalho e renda.

Setor

O hábito de consumir vinhos trilha um caminho de crescimento entre os brasileiros. Atualmente, o Brasil ocupa a 17ª posição de 29 países que têm esse costume, com consumo médio de duas garrafas anualmente por pessoa. Dados do Instituto Brasileiro do Vinho (Ibravin) mostram que menos de 30 milhões de brasileiros considerados em um universo de 180 milhões de pessoas com mais de 18 anos, consomem vinho ao menos uma vez por mês. A expectativa para melhora é alta. Para os especialistas, tudo indica que o Brasil alcance o quinto maior comprador de vinhos do mundo em 2030.

Importadoras

Se analisarmos o cenário da importação de vinhos pelo Brasil, segundo dados do Ministério da Indústria, Comércio Exterior e Serviços (MDIC), na última década a atividade acumulou alta de 91,6%. Isso porque em 2009 o país importou o equivalente a US$196,05 milhões em vinhos, enquanto em 2018 o valor foi de US$375,64 milhões, alcançando recorde histórico.

Na Wine Weekend Summer o visitante encontrará um grande número de importadoras. Dentre elas:  Caves Santa Cruz, que neste ano atingiu o marco de trabalhar com 150 rótulos;  Chez France, que faz a comercialização de rótulos exclusivamente franceses; Ivini, especializada em vinhos das regiões da: Toscana, Piemonte, Veneto, Sicilia e Puglia; La Pastina, uma grande importadora de alimentos e vinhos de 16 países; MS Import, com seus rótulos da Argentina, Espanha, França, Itália e Portugal; Sicilianess com produtos feitos a partir da cuidadosa pesquisa realizada em diferentes regiões da Itália; Weinkeller, que traz somente vinhos alemães orgânicos e biodinâmicos de pequenos produtores; e  Wineoclock, com foco nos vinhos italianos.

“A Wine Weekend Summer é uma grande oportunidade para comprar vinhos de qualidade a preços baixos. A feira será palco para que os expositores apresentem suas novidades e encantem ainda mais os amantes da bebida adulta”, comemora Zoraida Lobato, organizadora do evento.

Serviço:

Data: 28 de novembro a 01 de dezembro;

Horário: 12h às 22h, sendo domingo até às 18h;

Local: Parque do Ibirapuera – Pavilhão Da Cultura

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Topo