Governo do MS recebe especialistas para discutir projetos de parques no estado

Arquitetura e urbanismo e processos jurídicos na estruturação de concessões serão temas apresentados durante o evento

Fabio Sertori, sócio de Infraestrutura de Spalding Sertori Advogados e Pedro Lira, sócio-fundador da Natureza Urbana, escritório de arquitetura, urbanismo e design estratégico, estão entre os especialistas convidados a palestrarem na Oficina de Capacitação de Uso Público em Parques no Mato Grosso do Sul, que acontece no dia 13 de novembro, no SEBRAE MS. A oficina é um treinamento que visa a formar um grupo de trabalho para planejamento e estruturação de projetos de parques locais.

O evento é restrito a gestores públicos do Mato Grosso do Sul e é realizado pelo WWF-Brasil, em conjunto com a Semagro (Secretaria de Estado de Meio Ambiente, Desenvolvimento Econômico, Produção e Agricultura Familiar), e apoio do Imasul (Instituto de Meio Ambiente do Mato Grosso do Sul) e Instituto Semeia.

Parque das Nações Indígenas em Campo Grande (MS) – Foto: Álvaro Barbosa/Arquivo

Pedro Lira, da Natureza Urbana, levará sua experiência na estruturação de projetos de arquitetura, urbanismo e planejamento do turismo para retratar o papel dos estudos técnicos em parcerias. O escritório, que é especialista na elaboração de projetos de equipamentos de uso público e sob estruturação de parcerias, participou do projeto de concessão à iniciativa privada dos parques do Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio), entre eles o Parque Nacional de Itatiaia, Parque Nacional Aparados da Serra e Parque Nacional da Serra Geral, e também de outros projetos relevantes como dos estaduais do Mato Grosso, Parque do Ibirapuera (SP), Parque Capivari (SP), Orla do Guaíba (RS), entre outros.

“Vamos mostrar o passo a passo de como os estudos técnicos são estruturados e desenvolvidos, e como a arquitetura interfere de forma positiva nos projetos de infraestrutura e pode promover a visitação sustentável dos nossos parques”, comenta Lira. Para ele, o setor está em expansão e, por isso, entender como devem ser realizados é fundamental para resultados positivos. “É comum muitos projetos não avançarem por conta de um planejamento deficiente. Quando há uma boa estrutura e conhecimento, as chances de sucesso são muito maiores”, diz.

Os principais desafios e aprendizados da modelagem jurídica de projetos de parques serão apresentados por Fabio Sertori, que trará o case do Parque Nacional de Itatiaia como exemplo. O advogado, especialista em novos negócios em Infraestrutura PPPs e concessões, acredita no potencial das concessões de parques para viabilizar a conservação da natureza, ao melhorar a experiência dos usuários e atrair novos visitantes, já que o Brasil “abriga uma gama imensa de unidades de conservação e não tem condições de fiscalizar, e isso acaba impactando negativamente na preservação”. “As pessoas precisam conhecer para preservar”, afirma. Além disso, manter os parques conservados promove o turismo, que favorece a condição de emprego e renda à comunidade do entorno, “o que auxilia na criação de um ecossistema empreendedor e na geração de riqueza na comunidade, que passa igualmente a se interessar por manter as unidades preservadas, pois passam a ser fonte de renda para a comunidade”.

Parque das Nações Indígenas em Campo Grande (MS) – Foto: Álvaro Barbosa/Arquivo

Segundo Sertori, transferir conhecimento aos especialistas do governo do Mato Grosso do Sul para implementar concessões de parques pode ajudar na preservação das belezas, monumentos naturais e unidades de conservação do Estado, “que merecem um olhar especial ao pensar nessa pauta”.

A Oficina de Capacitação de Uso Público em Parques é uma extensão do Simpósio de Uso Público em Parques. Acontece no dia 12 de novembro, no Centro de Convenções Rubens Gil e Camillo. O objetivo do Simpósio é apresentar e debater formas de uso público e concessões em parques e em outras áreas protegidas de Mato Grosso do Sul, utilizando boas práticas que promovam o desenvolvimento sustentável das regiões onde se localizam essas unidades de conservação. As inscrições são gratuitas e podem ser feitas por meio da página da Semagro (http://www.semagro.ms.gov.br), no banner Simpósio de Uso Público em Parques do MS.

Oficina de Capacitação de Uso Público em Parques no Mato Grosso do Sul

Data: 13 de Novembro de 2019

Local: SEBRAE MS

Endereço: Avenida Mato Grosso, 1661 – Centro

Horário: das 8h às 17h

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Topo