Melo e Kubot vencem na estreia e estão nas quartas de final do ATP 500 de Viena

Dupla, que joga como cabeça de chave número 1, confirmou o seu favoritismo e avançou no torneio, derrotando os argentinos Gonzalez e Pella, em jogo válido pela primeira rodada

São Paulo (SP) – Marcelo Melo e Lukasz Kubot avançaram nesta segunda-feira (21) para as quartas de final do ATP 500 de Viena, na Áustria. Na estreia, com uma vitória em apenas 1h03min, os cabeças de chave número 1 confirmaram o favoritismo e derrotaram os argentinos Maximo Gonzalez e Guido Pella por 2 sets a 0, parciais de 6/2 e 6/3. Agora, aguardam os adversários da próxima rodada, na quinta-feira (24), que sairão do jogo dos austríacos Oliver Marach e Jurgen Melzer diante do indiano Rohan Bopanna e do canadense Denis Shapovalov, que entram na quadra na quarta-feira (23). Melo e Kubot já conquistaram duas vezes o ATP 500 de Viena, em 2015 e 2016.

“Fizemos uma boa primeira rodada. As condições aqui estavam bem mais lentas do que em Xangai. Demoramos um pouquinho para entrar no jogo. Mas, depois deslanchamos muito bem. Um resultado bem sólido. E isso foi importante. Agora é aproveitar esses dois dias, já que só jogamos na quinta-feira, para adaptar ao piso mais lento, apesar de ser indoor, mas que também favorece a gente. Jogamos bem aqui”, explicou Marcelo, patrocinado por Centauro, BMG, Itambé e Taroii, com apoio da Volvo, Orfeu Cafés Especiais, VOSS e Confederação Brasileira de Tênis.

Dupla volta a jogar na quinta-feira na Áustria (Divulgação)

O jogo começou com uma quebra dos adversários logo no primeiro game. Na sequência, Gonzalez e Pella abriram 2 a 0. Mas, a partir daí, Melo e Kubot tomaram conta da partida. Empataram em 2/2, com um break no quarto game, e quebraram mais duas vezes para vencer o primeiro set por 6/2, em 30 minutos. Na segunda série, o break veio no sexto game, 4/2, e, administrando a vantagem, os cabeças de chave número 1 fecharam em 6/3 e comemoraram a primeira vitória nesta edição do ATP 500 de Viena.

Vaga no ATP Finals – Melo e Kubot vêm de uma gira na China onde estiveram na final dos dois torneios – o ATP 500 de Beijing e o Masters 1000 de Xangai – e conquistaram a classificação para o ATP Finals, que encerra a temporada, entre os dias 10 e 17 de novembro, em Londres, na Inglaterra, com a presença das oito melhores parcerias de 2019. Antes do Finals, ainda disputam o Masters 1000 de Paris, logo após Viena, a partir do dia 28 deste mês. Na Corrida para Londres, somam 4.345 pontos, em segundo lugar. No ranking mundial individual de duplas, Melo é o sétimo colocado, com 4.770 pontos. Kubot está em sexto, com 4.950.

Marcelo jogará o Finals pela sétima vez seguida (desde 2013), recordista entre os brasileiros – a terceira ao lado de Kubot (2017, 2018 e 2019). Foi duas vezes vice-campeão, com Kubot em 2017 e com o croata Ivan Dodig em 2014. O polonês estará em sua sexta participação (2009, 2010, 2014, 2017, 2018 e 2019).

Concorrendo como a melhor dupla do ano – Melo e Kubot estão concorrendo ao ATPTour.com Fans’ Favourite Awards, o prêmio da Associação dos Tenistas Profissionais (ATP) que define – em simples e duplas – os eleitos pelo público como seus favoritos do ano. A votação está aberta até o dia 1º de novembro no https://www.atptour.com/en/news/atp-awards-2019-fans-favourite.

Quarenta e duas vitórias em 2019 – O mineiro Marcelo Melo, 36 anos, e o polonês Lukasz Kubot, 37 anos, estão jogando juntos desde o início da temporada 2017. Antes, formaram parceria em torneios como o ATP de Viena, onde foram campeões em 2015 e 2016. Na temporada 2019, conquistaram 42 vitórias, quatro no Masters 1000 de Indian Wells, com o vice-campeonato, três no Masters 1000 de Miami, duas no Masters 1000 de Monte Carlo, uma em Barcelona, duas em Madri, três em Roma, duas em Roland Garros, uma em s-Hertogenbosch, três em Halle (com o vice), três em Wimbledon, duas em Washington, duas em Cincinnati, quatro com o título em Winston-Salem, duas no US Open, três no ATP 500 de Beijing, quatro no Masters 1000 de Xangai e uma no ATP 500 de Viena.

Principais conquistas na carreira – Marcelo conquistou em Winston-Salem, no mês de agosto, o seu 33º título na carreira, recordista brasileiro, todos em duplas. Dois são Grand Slam – Roland Garros, na França (2015) e Wimbledon, em Londres (2017) e nove Masters 1000, além de sete ATP 500 e 15 ATP 250. Em 2019, pelo 13º ano consecutivo comemora no mínimo um título por temporada. Foi a 13ª conquista ao lado de Kubot. Juntos, Melo e Kubot, ganharam pelo menos um torneio por ano desde 2015. Nesta temporada, Marcelo atingiu mais um recorde, ao somar 500 vitórias, maior vencedor entre os tenistas do país, passando a ser o 35º jogador de todos os tempos a atingir essa marca.

O primeiro título em torneios ATP foi em 2007, no Estoril, em Portugal. Tem dois Grand Slam, além de um vice em Londres (2013) e um vice (2018) e duas semifinais no US Open. Marcelo também lidera no número de títulos em Masters 1000. Em Xangai 2018 chegou ao nono, depois de ganhar Xangai (2013 e 2015), Paris (2015 e 2017), Toronto (2016), Cincinnati (2016), Miami (2017) e Madri (2017).

Temporada 2019

Título

ATP 250 – Winston-Salem (EUA), rápida

Vice-campeonato 

Masters 1000 – Indian Wells (EUA), rápida

ATP 500 – Halle (Alemanha), grama

ATP 500 – Beijing (China), rápida

Masters 1000 – Xangai (China), rápida

Mais informações:

Site:  www.melomarcelo.com

Fanpage:  facebook.com/marcelomelo83

Instagram: @marcelomelo83

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Topo