Dourados vai sediar evento sobre Sistema de Plantio Direto (SPD) em 2020

Solenidade de lançamento – Foto: Stella Adriana Zanchett

Durante a Solenidade de lançamento do 17º Encontro Nacional de Plantio Direto (ENPDP), que aconteceu na segunda-feira, 23 de setembro, na sede da Reitoria da Universidade Federal da Grande Dourados – UFGD, foi enfatizado a relevância do Sistema da Plantio Direto (SPD) que é considerado uma das tecnologias mais importantes de sustentação da agricultura brasileira. O ENPDP acontecerá em Dourados, entre os dias 28 a 30 de julho de 2020, e terá como tema central: “Sistema Plantio Direto: Base para Agricultura Sustentável”.

Aumento da interação das propriedades químicas, físicas e biológicas do solo no SPD; estratégias de diversificação econômicas e rotação de culturas; desafios e oportunidades para o SPD nas novas fronteiras agrícolas, e manejo biológico no sistema. São estes os temas centrais que nortearão os trabalhos da próxima edição do evento, informou o presidente da Federação Brasileira de Plantio Direto e Irrigação (FEBRAPDP), Jônadan Ma.

O Chefe Geral da Embrapa Agropecuária Oeste, Guilherme Lafourcade Asmus, participou da solenidade de lançamento e destacou a importância da adoção de sistemas mais amigáveis de produção, que segundo ele estará cada vez mais nas pautas econômicas dos países importadores das commodities.

“Temos convicção de que será crescente o enfoque na questão da sustentabilidade agrícola como fator de troca entre as transações globais. Nesse contexto, a agricultura ou a sustentabilidade da agricultura passa obrigatoriamente pelos sistemas mais diversificados e integrados de produção. E o Sistema Plantio Direto é um dos sustentáculos da diversificação e da agricultura sustentável. O evento vai ajudar muito na missão de reforçar, não só na dimensão ambiental, mas, mais do que nunca, nas dimensões econômica e social como o Plantio Direto contribui para a sustentabilidade da agricultura”, afirmou ele. Asmus destacou a relevância do evento que enfatiza a questão da construção de perfil do solo e do equilíbrio entre os atributos físicos, químicos e biológicos.

Durante a solenidade foi realizada uma mesa redonda sobre as contribuições do evento para o futuro da agricultura sustentável em MS e nos biomas Cerrado e Pantanal.  Participaram da mesa o Chefe Geral da Embrapa Agropecuária Oeste, Guilherme Lafourcade Asmus; o diretor-executivo da Fundação MS, Alex Melotto; o presidente da Aprosoja/MS, André Dobashi; o presidente da Famasul, Maurício Koji Saito.

Programação – No ano que vem durante o evento, os participantes poderão visitar a Fazenda Experimental de Ciências Agrárias da UFGD e por meio de quatro estações, especialmente planejadas para o evento, poderão conhecer melhor o SPD. O público estimado para o 17º ENPDP é de 800 a mil participantes, e, pela quarta edição consecutiva, é escolhida para sediar o evento uma cidade que pertence ao Bioma Cerrado.

O evento é promovido pela Federação Brasileira de Plantio Direto e Irrigação (FEBRAPDP) e, nesta edição, realizado pela Universidade Federal da Grande Dourados (UFGD), Embrapa Agropecuária Oeste, Fundação MS e Sindicato Rural de Dourados, com o apoio da FAMASUL, CREA, CONFEA, Grupo Plantio na Palha de Dourados (GPP), Prefeitura Municipal de Dourados, SICREDI, Cooperativas e outras importantes instituições da região e do Estado do MS.

Para mais informações acesse o site do evento. Clique aqui.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Topo