Obesidade e diabetes são os casos mais constatados pelos nutricionistas de Campo Grande

Segundo pesquisadora o que as pessoas mais buscam nos consultórios é a perda de peso

Segundo a organizadora do evento, Flávia Buainain, o campo-grandense precisa se alertar para os números e buscar alternativas saudáveis. “Esse cenário que une obesidade, diabetes e depressão merece atenção da sociedade. Isso mostra que os hábitos alimentares não têm recebido a atenção merecida e que as consequências são graves e constantes. É preciso que se atentem para a importância da orientação nutricional e exercício físico, valorizando a saúde humana”, relata a superintendente da São Bento Manipulação.

Foto: Divulgação

Fernanda Drummond, nutricionista e professora da Universidade Federal de Ouro Preto destaca que, o que as pessoas mais buscam nos consultórios é a perda de peso com saúde, e a tendência das pesquisas agora é a busca por gasto energético. “Recentemente, há uns 10 anos, nossa classe de nutricionistas passou a poder prescrever os fitoterápicos, alinhando à prescrição de dieta e aos exercícios físicos, para promover a qualidade de vida. Esse conjunto é capaz de promover melhores possibilidades, que podem ser potencializadas pelo efeito browning, promovido por fitoativos, como o Metabolaid, capaz de aumentar o gasto energético e promover a saciedade”.

A nutricionista Daniele Albuquerque é uma das entrevistadas que atende frequentemente diabéticos, com resistência à insulina, com determinado grau de obesidade e vínculo com a depressão. “Isso afeta a autoestima. Para melhorar a situação orientamos não só a conduta nutricional, mas quanto à rotina do trabalho, e sobre a necessidade de atividades físicas”.

Já a nutricionista Juliana Dutra Alves aposta na reeducação alimentar. “Com disciplina a reeducação será consequência, assim como a perda de peso. Ainda recomendo muito atividade física e os fitoterápicos, que contribuem no controle da glicemia”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Topo