Diego Aguiar e Léo Casal comandam o primeiro dia do Hang Loose Surf Attack na Praia de Perequê-Açu

Disputa em Ubatuba segue neste sábado e tem finais domingo

Diego Aguiar – Foto: Fabio Maradei

O ubatubense Diego Aguiar e o catarinense Léo Casal protagonizaram as melhores performances no primeiro dia da 2ª etapa do Hang Loose Surf Attack, nesta sexta-feira (19), na Praia de Perequê-Açu, em Ubatuba. Didi, que é de Ubatuba, garantiu a maior média do dia, com 15,85 pontos, de 20 possíveis, somando notas 8 e 7,85, enquanto que Léo fez 13,75, tirando um 7,5.

A competição estava marcada para a Praia de Itamambuca, mas foi transferida para o novo “palco” por questão de segurança e a decisão foi aprovada pelos atletas. “Perequê é uma praia que não costumo surfar, mas sempre que está storm a gente cai aqui, porque é um pico mais protegido e sempre tem uma valinha boa. Estou amarradão de competir em casa e estou me sentindo muito bem. Foi bem legal ter a maior média. Consegui fazer o meu surf, o que estou treinando e feliz em fazer o que gosto”, afirmou Didi, que disputa os títulos da mirim (sub16) e júnior (sub18).

Leo Casal no Hang Loose Surf Attack em Ubatuba – Foto: Munir El Hage

Também na briga nas duas categorias, Léo Casal ficou surpreso com a qualidade das ondas na praia. “Cheguei só ontem à noite, nem surfei antes do campeonato e hoje já fui logo para a bateria. Foi uma boa escolha da organização e está bem legal o evento, como sempre. Fiz um resultado bom na etapa inicial para somar e quero tentar outra boa colocação”, afirma o surfista que este ano ganhou o Pro Júnior no Chile, venceu a sub16 e foi segundo na sub18 na abertura do Brasileiro, em Itacaré, na Bahia.

O primeiro dia de disputas no Hang Loose Surf Attack ficou reservado para a júnior e mirim. Além de Didi e Léo, destaques para Gustavo Giovanardi, de Praia Grande, também com uma nota 8, maior do evento até o momento, e Luan Hanada, de Guarujá, com 7,5. Outro catarinense, Heitor Mueller, campeão iniciante (sub14) em 2018, marcou 13 pontos, a terceira maior média até agora. Vale destacar também a participação do campeão equatoriano Bruce Burgos, que passa um tempo no Brasil para competir e nesta sexta-feira avançou na mirim.

Gustavo Giovanardi no Hang Loose Surf Attack em Ubatuba – Foto: Munir El Hage

Neste sábado, a competição segue novamente com a júnior e mirim e a estreia da feminina, iniciante, estreante (sub12) e petit (sub10). As disputas terminam domingo (21), com as finais das 12h20 às 14h. Todas as baterias têm transmissão ao vivo pela internet, no site da Federação Paulista de Surf, o www.fpsurf.com.br. Fora do mar os atletas contam com várias atrações nas tendas da Hang Loose, com brincadeiras, jogos, gincanas e interatividade.

O Hang Loose Surf Attack 2019 tem os patrocínios de Sthill, Super Tubes, Surf Trip, Kyw, Overboard Action Sports Store, Hot Water, Rhyno Foam e CT Wax. Apoios da Prefeitura Municipal de Ubatuba, Associação Ubatuba de Surf (AUS), Governo do Estado de São Paulo/Secretaria de Esporte, Lazer e Juventude, com divulgação de Waves e FMA Notícias. Organização da Federação Paulista de Surf.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Topo