Academia Sul-Mato-Grossense de Letras promove reflexão com Ana Maria Bernardelli sobre ‘Crítica Literária’

(Evento integra edição do Chá Acadêmico deste mês)

Ana Maria Bernardelli – Foto: Arquivo ASL

O evento mensal ‘Chá Acadêmico da ASL’ é um dos mais prestigiados programas culturais da entidade também conhecida como a “Casa de Ulysses”: a Academia Sul-Mato-Grossense de Letras, que – com 47 anos de fundação – integra-se à história e ao processo de formação cultural da sociedade, defendendo o vernáculo e o cultivo da arte literária, zelando e incentivando todas as vertentes artísticas e derivações da cultura nacional e estadual. Aberto e sem fins lucrativos, o Chá da ASL acontece na última quinta-feira de cada mês – assim, esta edição de julho será na noite de 25/7, a partir das 19h30min, na sede da instituição: Rua 14 de Julho, 4653 – Altos do São Francisco, Campo Grande.

Sempre apresentando uma concisa e interativa palestra, a Academia convidou a professora e ensaísta Ana Maria Bernardelli, que explanará sobre o sugestivo tema: “Afinal, para que serve a Crítica Literária”. Haverá também, na abertura artística do evento, uma breve apresentação do músico/cantor Zé Du, que mostrará três canções especialmente selecionadas para o momento.

Natural de São Paulo e residente em Campo Grande há 27 anos, Ana Maria Carneiro Bernardelli cursou primeiramente Ciências Sociais na Unesp, mas o curso de Letras foi a sua paixão – graduou-se em 1975, e desde então atuou como professora especialista em Literatura Brasileira e Portuguesa. Em Campo Grande, trabalhou com os padres salesianos e em várias escolas da rede particular. Há mais de 40 anos, leciona Produção Textual e ensina em cursos preparatórios para concursos públicos e vestibulares. É musicista certificada pelo Centro de Artes do Rio de Janeiro e formada em Língua e Literatura Francesa pela Université de Nancy, França. Publicou em 2014 a coletânea de poemas Emoções gota a gota e, em seguida, organizou com o poeta Fábio Gondim: 101 Reinvenções, com poetas de Mato Grosso do Sul, 101 Reinvençõezinhas (poemas infantis), e a Antologia Prosas e segredos da Morena. Publicará este ano uma Antologia de Contos Infantis com a participação de 38 escritores do estado, e o 102 Reinvenções. Também estudiosa da Crítica Literária, ela assim resume no tocante ao tema sobre o qual discorrerá na ASL: “A fala será mais uma reflexão do que uma ‘palestra’ propriamente dita. A intenção é que se reflita acerca do caminhar da Crítica Literária ao longo da vida nacional e como o contexto sociocultural tem influência sobre o estilo, ou melhor, modus operandi dos críticos brasileiros e dos inúmeros instrumentos disponíveis para a divulgação literária. E ainda como a literatura é recebida, de modo inovador, por ‘nichos’ do mercado, o que constitui um fenômeno social acima do literário”.

Para o secretário-geral da ASL, poeta e também crítico cultural Rubenio Marcelo, esta edição do Chá Acadêmico será mais uma vez imperdível, pela relevância da pauta programada, pelo tema que será explorado e pelo perfil da palestrante, e afirma que a Crítica Literária deve se revitalizar sempre e que considera Ana Bernardelli uma das referências contemporâneas nesta área.

Já o presidente da ASL, escritor e publicitário Henrique Alberto de Medeiros Filho, enaltece também a palestrante convidada e a respectiva programação da Academia, lembrando a importância da Crítica Literária e dos estudos críticos de arte no cenário cultural e no processo da memória literária/artística do nosso país.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Topo