Explosão atinge apartamento em prédio residencial em Curitiba (PR)

Uma forte explosão atingiu na manhã deste sábado (29) um apartamento no 6º andar de um edifício residencial em Curitiba, capital do Estado do Paraná, causando a morte de uma pessoa e deixando outras três gravemente feridas. As causas do incidente ainda são oficialmente desconhecidas, mas já estão sendo apuradas.

De acordo com informações da Assessoria de Comunicação do Comando Geral da Polícia Militar (CGPM) do Paraná, a explosão aconteceu por volta das 09h35min (horário de Brasília) e foi seguida por um incêndio, que atingiu um apartamento vizinho.

Foto: WhatsApp/Reprodução

Equipes das Polícias Civil e Militar e do Corpo de Bombeiros foram mobilizadas e enviadas para o local. As ruas de acesso ao prédio foram bloqueadas e somente viaturas oficiais puderam se aproximar.

O edifício foi totalmente esvaziado e os feridos foram socorridos e levados para o Hospital do Trabalhador e o Hospital Universitário Evangélico Mackenzie. O corpo da vítima fatal, um menino de 11 anos, foi resgatado e levado para o Instituto Médico Legal (IML).

Testemunhas disseram que a explosão atingiu um apartamento que fica localizado no último andar de um prédio residencial, localizado na Rua Dom Pedro 1º, no Bairro Água Verde. Por precaução o fornecimento de energia elétrica na região foi suspenso.

Bombeiros e policiais militares disseram que a explosão fez com que o corpo do menino fosse arremessado para fora do prédio, cujas paredes desabaram.

As chamas foram controladas e debelados, tendo os bombeiros realizado posteriormente o trabalho de rescaldo, com o objetivo de evitar que novos focos surgissem no local.

Foto: Instituto de Criminalística da Polícia Civil/Divulgação

Há indícios, ainda não confirmados, de que no momento da explosão um técnico especializado em impermeabilização de estofados estaria trabalhando no apartamento.

Segundo o porta-voz do Corpo de Bombeiros do Paraná, o que pode ter ocorrido foi um acúmulo de gás no ambiente, e que o equipamento de impermeabilização do técnico poder ter causado a explosão em decorrência de um vazamento de gás.

Os bombeiros que atenderam a ocorrência, no entanto, disseram que não foi constatado vazamento de gás nem no prédio e nem no apartamento em questão.

A Comissão de Segurança de Edificações e Imóveis (Cosedi) da Prefeitura de Curitiba determinou a interdição temporária do edifício. Com a ajuda de bombeiros e policiais, os moradores puderam entrar no prédio e retirar alguns pertences dos respectivos apartamentos.

Com informações da Assessoria de Comunicação do CGPM/PR

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Topo