Marcelo Melo estreia nesta terça-feira (25) no ATP 250 de Eastbourne em dupla com Andy Murray

Os dois tenistas - que já jogaram juntos em 2015 - enfrentarão na primeira rodada, na Inglaterra, os colombianos Cabal e Farah. Será o terceiro torneio de Marcelo na grama, preparatório para Wimbledon, onde voltará a atuar ao lado do parceiro polonês Lukasz Kubot, a partir do dia 1º de julho

São Paulo (SP) – O ATP 250 de Eastbourne, na Inglaterra, terá na rodada desta terça-feira (25), às 12h (horário de Brasília), o mineiro Marcelo Melo jogando em dupla com o britânico Andy Murray. A estreia será diante dos principais cabeças de chave do torneio, os colombianos Juan Sebastian Cabal e Robert Farah, na quadra central do Devonshire Park. Após o ATP 250 de s-Hertogenbosch, na Holanda, e o ATP 500 de Halle, na Alemanha, ao lado do parceiro polonês Lukasz Kubot, surgiu a oportunidade de Marcelo disputar o terceiro torneio na grama, preparatório para Wimbledon, com Murray. Após a pausa desta semana, Melo e Kubot voltam a se reunir para o Grand Slam, que começa no dia 1º de julho, em Londres.

“Meu parceiro em Eastbourne esta semana será o Andy Murray. Estou muito feliz com a oportunidade de voltar a jogar com ele. A primeira vez que estivemos juntos foi na liga IPTL pelo Slammers”, afirma Marcelo patrocinado por Centauro, BMG, Itambé e Taroii, com apoio da Volvo, Orfeu Cafés Especiais, VOSS e Confederação Brasileira de Tênis.

Voltando a formar parceria, agora na grama (Divulgação)

Melo e Murray jogaram em dezembro de 2015, no International Premier Tennis League (IPTL), competição por times. O britânico voltou às quadras na semana passada, no ATP 500 de Queen’s, na Inglaterra, conquistando no domingo (23) o título de duplas, ao lado do espanhol Feliciano Lopez. Aos 32 anos, o ex-número 1 do mundo em simples não atuava desde janeiro, quando disputou o Aberto da Austrália e, depois, passou por duas cirurgias no quadril.

Esta semana, inicialmente, seria de intervalo tanto para Melo como para Kubot antes do terceiro Grand Slam do ano. No domingo, a dupla foi vice-campeã do ATP 500 de Halle. Em s-Hertogenbosch, chegou até as quartas de final. Melo e Kubot foram campeões em Wimbledon, em 2017, ano em que venceram também em s-Hertogenbosch (o primeiro título de Marcelo na grama) e em Halle. Em 2018, repetiram a conquista da Alemanha.

No ranking mundial individual de duplas da ATP, Melo é o quarto colocado, com 5.870 pontos. Kubot aparece em segundo, com 6.140. Na Corrida para Londres subiram duas posições nesta semana e estão em quarto lugar, com 2.295 pontos.

Melo e Murray jogaram em 2015 (Divulgação)

Vinte e uma vitórias em 2019 – O mineiro Marcelo Melo, 35 anos, e o polonês Lukasz Kubot, 37 anos, estão jogando juntos desde o início da temporada 2017. Antes, formaram parceria em torneios como o ATP de Viena, onde foram campeões em 2015 e 2016. Na temporada 2019, conquistaram 21 vitórias, quatro no Masters 1000 de Indian Wells, com o vice-campeonato, três no Masters 1000 de Miami, duas no Masters 1000 de Monte Carlo, uma em Barcelona, duas em Madri, três em Roma, duas em Roland Garros, uma em s-Hertogenbosch e três em Halle.

Em 2018, Melo e Kubot disputaram 63 jogos, em 25 torneios, com 41 vitórias, conquistando quatro títulos: ATP 250 de Sidney, na Austrália; ATP 500 de Halle, na Alemanha; ATP 500 de Beijing e Masters 1000 de Xangai, ambos na China. Nos Grand Slam, foram vice-campeões no US Open, em Nova Iorque (EUA). O ano marcou três recordes na carreira de Marcelo: passou a ser o tenista brasileiro com maior número de semanas no topo do ranking – 56; recordista brasileiro em número de títulos da ATP, encerrando 2018 com 32; e o jogador brasileiro que mais vezes disputou o ATP Finals – seis vezes.

Dupla no IPTL, pelo Slammers (Divulgação)

Principais conquistas na carreira – Entre os 32 títulos de Marcelo Melo na carreira, todos em duplas, dois são Grand Slam – Roland Garros, na França (2015) e Wimbledon, em Londres (2017) e nove Masters 1000, além de sete ATP 500 e 14 ATP 250. Em 2018, pelo 12º ano consecutivo comemorou ao menos um título por temporada. O primeiro título em torneios ATP foi em 2007, no Estoril, em Portugal. Tem dois Grand Slam, além de um vice em Londres (2013) e um vice (2018) e duas semifinais no US Open. Marcelo também lidera no número de títulos em Masters 1000. Em Xangai 2018 chegou ao nono, depois de ganhar Xangai (2013 e 2015), Paris (2015 e 2017), Toronto (2016), Cincinnati (2016), Miami (2017) e Madri (2017).

Temporada 2019

Vice-campeonato 

Masters 1000 – Indian Wells (EUA), rápida

ATP 500 – Halle (Alemanha), grama

Temporada 2018

Títulos:

ATP 250 – Sidney (Austrália), rápida

ATP 500 – Halle (Alemanha), grama

ATP 500 – Beijing (China), rápida

Masters 1000 – Xangai (China), rápida

Vice-campeonato:

Grand Slam – US Open – Nova Iorque (EUA), rápida

Mais informações:

Site:  www.melomarcelo.com

Fanpage:  facebook.com/marcelomelo83

Instagram: @marcelomelo83

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Topo