Pasto degradado leva à perda de fazendas

Workshop online e gratuito sobre pastagem ensina pecuaristas, agrônomos, consultores e estudantes do setor agropecuário a recuperar o pasto para evitar uma possível perda da fazenda, além de prejuízo nutricional ao rebanho

Jornalista Lilian Dias, apresentadora do workshop online sobre pastagem – Foto: Divulgação

Pasto degrado não só prejudica o rebanho, como pode levar à perda da fazenda. O que parece um exagero é a mais pura realidade, de acordo com o agrônomo e especialista em pastagem, Wagner Pires, que possui mais de 30 anos de experiência no setor agropecuário e atua no Brasil e em diversos países da América do Sul.

“O maior patrimônio da fazenda de um pecuarista é o sistema produtivo, é a pastagem. Muitas vezes, a degradação é tão grande que ele mal consegue vender a propriedade. É a mesma coisa que você ter uma casa ou um carro e deixar estes bens estragarem e depois ninguém querer comprar depois.  A fazenda é um patrimônio como é uma casa ou um carro”, explica Wagner Pires.

O agrônomo também diz que o pecuarista deve ficar atento ao clima, pois a seca pode prejudicar a pastagem, afetar a alimentação do gado, quebrar o ciclo de produção de bezerros se a vaca não emprenhar, levar à perda de parte do rebanho e com isso gerar um caos financeiro que muitos produtores rurais não conseguem sair depois.

Com o objetivo de contribuir com pecuaristas, agrônomos, consultores e estudantes do setor agropecuário, o especialista Wagner Pires vai ministrar um workshop online e gratuito nos dias 24, 26 e 28 de junho, que será apresentado pela jornalista Lilian Dias, especializada em agronegócio.

A inscrição deve ser feita pelo site: www.liliandias.com.br/workshop.

Fonte: Mecânica Comunicação Estratégica

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Topo