SRCG reúne assinaturas de produtores de leite insatisfeitos com o setor

A partir desta quinta-feira (16) o Sindicato Rural de Campo Grande, Rochedo e Corguinho (SRCG), coletará assinaturas de produtores de leite, afetados pelo desempenho do setor. O diretor da entidade e vice-presidente do Conselho Paritário de Produtores e Indústrias do Leite em Mato Grosso do Sul (Conseleite), Wilson Igi, afirma que o objetivo é reunir o máximo de assinaturas, de pessoas que concordam com o documento elaborado pelo Conselho, que será entregue ao Governo do Estado.

Wilson Igi – Foto: Arquivo Pessoal

“Nos reunimos no início deste mês com a finalidade de alinharmos as principais queixas do setor que está diminuindo ano a ano sua captação. Fizemos isso ao verificarmos a necessidade de uma atitude urgente e evitarmos que o número de abandono da atividade se multiplique”, relata Igi.

Entre as justificativas o documento aponta que os motivos que levam à “desidratação” do setor lácteo, estão: o ICMS maior que outros Estados para as operações interestaduais, dificultando o escoamento da produção; o alto custo de captação do leite, em razão das estradas mal conservadas, do alto custo do diesel no estado e da pouca quantidade de leite transportada (litros de leite por quilômetro rodado); a ociosidade das indústrias, agravada pela sazonalidade acentuada da produção, entre outros pontos.

E para reverter a dinâmica o setor solicita ao Governo do Estado de MS o total de 15 itens, sendo os quatro primeiros:

  1. Aprovar e regulamentar os programas de incentivo fiscal para aquisição de insumos e tecnologia, para a produção leiteira;
  2. Manter a isonomia tributária na concessão de benefícios fiscais para indústrias do Estado;
  3. Reduzir a alíquota do ICMS interestadual dos derivados lácteos para 3%, sendo 1% para um fundo de desenvolvimento da bovinocultura de leite e equiparação do ICMS do leite spot com os estados vizinhos;
  4. Ativar o Centro de Referência do leite em Aquidauana para a cadeia produtiva do leite.

Para assinar o documento basta o produtor comparecer à sede do Sindicato Rural de Campo Grande e registrar o apoio ao documento. O SRCG está localizado na Rua Raul Pires Barbosa, 116, bairro Miguel Couto.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Topo