5 dicas para acertar na compra de um imóvel na planta

Parar de pagar as parcelas da locação e investir em algo que será seu, é um sonho muito comum entre nós brasileiros. Muita gente prefere pagar as parcelas de um financiamento, por exemplo, a continuar no aluguel.

Quem sonha com isso, provavelmente, já considerou comprar imóveis na planta. É um empreendimento bastante rentável. De forma geral, compra-se o apartamento por um preço mais camarada e, depois de concluída a obra, o apartamento chega a se valorizar em 50%.

Nós reunimos algumas informações importantes que você deve considerar se estiver pensando em fazer esse empreendimento.

Foto: Divulgação

  1. Verifique a sua saúde financeira

A primeira dica é olhar para a própria saúde financeira. Esta é uma das orientações mais importantes e vale para todo tipo de empreendimento que você planeja fazer.

Financiar um apartamento (seja ele na planta ou não) é um investimento bastante dispendioso, por isso, primeiro de tudo, é importante calcular as suas possibilidades. Procure saber o quanto você pode pagar em um imóvel e, deste valor, quanto poderia dar de entrada.

Se você tiver que fazer um financiamento, calcule o valor da parcela mais acessível, contando os juros. Coloque na ponta do lápis o quanto você conseguiria pagar sem comprometer o seu orçamento e o bem-estar da sua família. Leve em conta as diferentes taxas e os outros gastos como cartório, seguradora, etc.

  1. Afunile a sua pesquisa

Agora que você sabe o quanto tem para gastar, pode procurar por apartamentos específicos, ou seja, imóveis que estão na faixa de preço condizente com suas finanças.

Parece bobeira, mas quando estamos procurando por apartamentos e casas para comprar, nos é oferecido de tudo. Inclusive, muitas vezes, os corretores nos mostram imóveis que fogem demais de nossas condições e, mesmo assim, acabamos tentados a considerar a possibilidade de fazer uma dívida maior.

Muita gente acaba entrando em ciladas porque achava que conseguiria pagar um apartamento mais caro, por exemplo. Por isso, mantenha-se fiel a seu planejamento e não gaste mais do que pode.

Pense o melhor custo/benefício

Considere o imóvel que vai te dar o melhor benefício pelo menor custo. Parece meio lógico, mas às vezes nos deixamos impressionar pela beleza do apartamento, por exemplo, e acabamos esquecendo de detalhes importantes como a funcionalidade, a localização e o acesso a transportes públicos.

Avalie tudo com calma e considere absolutamente todos os fatores.

  1. Avalie a construtora

Sabe quando nós vamos fazer uma compra maior e a firma que vai ceder o produto ou o serviço procura a nossa reputação junto a instituições financeiras? Bem, isso é muito comum e é uma forma da instituição ter uma garantia que não vai sair no prejuízo conosco.

Mas não pense que só as empresas têm esse direito. Nós consumidores também podemos fazer isso. Em casos de compra de imóveis na planta, essa etapa de procurar a reputação é mais do que uma possibilidade, é uma necessidade.

Investigue a situação da construtora. Procure saber se ela entrega os apartamentos nos prazos certos. Se há algum tipo de imbróglio com a justiça ou se existem reclamações sobre ela junto a instituições de defesa do consumidor, como o Procon. Também investigue se a empresa tem dívidas ou se está falida.

  1. Não deixe de visitar as obras

Mesmo conhecendo a reputação da construtora, não deixe, em hipótese alguma, de conferir o canteiro de obras. Faça isso mesmo antes de fechar com a empresa. Com essa visita é possível avaliar o lugar onde está sendo erguido o prédio.

Fique atento a relatos de inundações e enchentes na região. Procure saber se ali há assaltos e roubos, por exemplo.

Quando o prédio estiver sendo erguido, não tenha preguiça de fazer visitas periódicas ao lugar. Isso é muito importante para você evitar possíveis surpresas no futuro.

Se você perceber que o prédio possui algum problema estrutural como rachaduras, vazamentos e infiltrações, faça registros. Tire fotos e vídeos e anote as datas e horários em que foram feitos. Registre tudo e guarde todas as provas.

  1. Arquive todos os documentos e provas

Essa dica, na verdade, é válida para todos os negócios que fazemos. É sempre recomendado arquivar todos os acordos, contratos e cláusulas estabelecidas ou modificadas.

E vale tudo, desde contratos a emails trocados entre você e o corretor, por exemplo. Imprima tudo e arquive. Faça cópias de folders de divulgação, imagens e vídeos.

A compra de um apartamento na planta é um bom negócio, mas não são poucas as vezes em que o comprador tem muita dor de cabeça, por isso, arquive absolutamente tudo. É muito importante se precaver.

Agora que você já sabe as melhores dicas para comprar imóvel na planta, partiu lar doce lar?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Topo