TVE Cultura e Panorama MS integram pesquisa sobre emissoras públicas do Brasil

Programa jornalístico que foca debates integra tese de doutoranda da Unesp sobre credibilidade e o papel das TVs estatais perante os telespectadores

Produção da TVE Cultura, o Panorama MS foi incluído na relação de atrações de emissoras públicas que será alvo da pesquisadora e doutoranda Daniele Ferreira Seridório, da Faac-Unesp (Faculdade de Arquitetura, Artes e Comunicação da Universidade Estadual Paulista Julio de Mesquita Filho). O estudo, financiado pelo Governo do Estado de São Paulo,

Daniele, neste momento, trabalha na coleta e análise dos dados a fim de buscar sustentação para a tese de sua pesquisa, que tem por objetivo “identificar e analisar os mecanismos de interação e participação do público nas emissoras de TV públicas”, explicou a doutoranda ao Portal da Educativa. Ela analisa os mecanismos adotados na programação ou na estrutura das emissoras, como conselhos deliberativos e administrativos.

Programa Panorama MS – Foto: TVE Cultura/Divulgação

“Para identificá-los, coletei dados nos sites institucionais e nos programas de jornalismo, debate e entrevistas”, disse, ressaltando o foco nos programas jornalísticos a fim de verificar a apontada “crise de credibilidade” no setor. A pesquisadora reitera que o papel das emissoras públicas nessa seara está entre os focos de seu trabalho. “Parto do pressuposto que, por serem públicas, estas emissoras deveriam estar mais abertas ao diálogo e à participação do público nas diferentes esferas de atuação”, destacou, citando aí o conteúdo e a organização.

“Consideramos que as emissoras públicas têm o papel fundamental de defender o interesse público e fortalecer as esferas de debate com a sociedade”, emendou Daniele, apontando também a importância da interação com a comunidade. A expectativa é de que os resultados do estudo sejam apresentados em 2021.

As edições do Panorama MS enviadas para análise da pesquisadora trataram da violência contra a mulher (exibida em 22 de janeiro) flexibilização do porte de armas (29 de janeiro), tipos de parto (7 de fevereiro) e da reforma da previdência (25 de abril). Todas seguem a dinâmica do Panorama MS: reunindo especialistas para debaterem diferentes pontos de vista sobre um mesmo tema, valorizando ainda a opinião da população nas ruas e a interatividade ao vivo, por meio de e-mail ou mensagens enviadas pelo WhatsApp (67) 99106-0300. O programa vai ao ar de segunda a sexta-feira, das 11h30 às 12h, sob apresentação de Gisllane Leite e de Carlos Filho (o Professor Carlão).

Além de entrevista em estúdio, conteúdo apurado nas ruas e interação com telespectadores marcam o Panorama MS. (Foto: Arquivo)

“Com uma nova dinâmica para a mídia sul-mato-grossense, estamos conquistando os telespectadores e muito satisfeitos com o retorno. Temos registrado uma repercussão muito boa do Panorama MS em cidades do interior do Estado”, afirmou Heloisa Mandetta, diretora de Redação do Jornalismo da TVE Cultura e que também atua na produção do programa.

Diretor-presidente da Fertel (Fundação Luiz Chagas de Rádio e TV Educativa de Mato Grosso do Sul), Bosco Martins avalia que o interesse gerado pela TVE Cultura e o Panorama MS “vem ao encontro de nossa nova proposta para a emissora, de abordar temas de relevância local, nacional e mundial ao mesmo tempo em que permitimos à audiência interagir, desde a sugestão de pautas até o envio, ao vivo, de questionamentos a serem respondidos pelos especialistas ouvidos”.

Ainda conforme Bosco, a interação com os telespectadores é uma obrigação e necessidade nas emissoras públicas. “O avanço das tecnologias de informação, sobretudo com a internet, gerou novas demandas a serem supridas pelos veículos de comunicação. A notícia, o conteúdo jornalístico, deixou de ser conduzido por uma via de mão única para, cada vez mais, ter a presença do seu destinatário por meio da participação. E não apenas questionando sobre determinada pauta, mas sim ajudando a defini-la”.

Nesse sentido, está em instalação o Conselho de Programação da Fertel, que contará com representantes de diferentes segmentos da administração pública a da sociedade civil para indicar os caminhos que tanto a TVE Cultura como a Educativa 104.7 FM devem seguir.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Topo