Atentado deixa 25 mortos e 20 feridos em Cabul, capital do Afeganistão

Um atentado a bomba ocorrido na noite desta segunda-feira (24/12) em Cabul, capital do Afeganistão, causou a morte de pelo menos 25 pessoas e deixou outras 20 feridas. O número de vítimas, no entanto, pode aumentar nas próximas horas.

De acordo com informações das principais agências internacionais de notícias, o ataque foi praticado por um suicida, que dirigindo um carro-bomba, o detonou próximo a um complexo de prédios do governo.

Atentado a bomba em Cabul, capital do Afeganistão, causou a morte de 25 pessoas nesta segunda-feira (24/12) – Foto: Rahmat Alizadah/Xinhua

Equipes de emergência foram acionadas e toda a região foi isolada e cercada. Forças policiais entraram em choque com vários suspeitos, tendo quatro deles sido mortos pelas forças de segurança.

O porta-voz do Ministério do Interior do Afeganistão, Najib Danish, disse em entrevista coletiva, que o ataque ao complexo de escritórios durou cerca de três horas, tendo as Forças de Segurança sido recebidas a bala, tendo sido lançados granadas contra os policiais.

O ataque de hoje acontece depois de uma agitada semana para o Afeganistão, principalmente após o anúncio, não confirmado oficialmente, de que os Estados Unidos (EUA) estariam pensando em retirar do país cerca de 7 mil dos 14 mil militares que fazem a segurança na região.

Equipes de emergência socorrem ferido no ataque desta segunda-feira (24/12) em Cabul, capital do Afeganistão – Foto: Wakil Kohsar/AFP

Testemunhas disseram que vários suspeitos armados entraram no complexo que abriga o Ministério de Trabalho e Assuntos Sociais, e que imediatamente começaram a atirar em direção aos funcionários e outras pessoas que estavam dentro do prédio. Em seguida, uma forte explosão foi ouvida fora do prédio, a qual foi provoca pela detonação do carro-bomba.

O Ministério da Saúde do Afeganistão informou agora a pouco que 16 feridos tiveram que ser transferidos para outros hospitais, devido à gravidade dos ferimentos.

Forças afegãs conseguiram abater mais três suspeitos e libertar cerca de 300 pessoas que estavam escondidas dentro do prédio governamental. Todas foram identificadas e liberadas.

Uma das vítimas conseguiu saltar do 3º andar de um dos prédios durante o ataque, conseguindo dessa forma sobreviver. Durante o salto, porém, ele sofreu diversas fraturas pelo corpo.

Até o momento nenhum grupo assumiu a autoria do ataque, mas a polícia afegã acredita que o atentado tenha sido praticado por insurgentes do Talibã.

Com informações das Agências France Presse e Reuters

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Topo