Dia Mundial do Coração: Doença cardiovascular provoca mais morte no mundo

Obesidade, fator de risco para a saúde do coração, foi observada em maior número em mulheres no estado do Rio de Janeiro de acordo com o relatório Vigitel.

Dia 29 de setembro é o Dia Mundial do coração. A data constitui o maior evento mundial para combater as doenças cardiovasculares iniciativa da Federação Mundial do Coração (World Heart Federation). De acordo com a organização mundial da saúde (OMS), as doenças cardiovasculares são a principal causa de morte no mundo, já no Brasil 300 mil pessoas sofrem infartos todos os anos; em 30% dos casos o ataque cardíaco é fatal.

De acordo com a Vigilância de Fatores de Risco e Proteção para Doenças Crônicas por Inquérito Telefônico 2017 (VIGITEL), o Rio de Janeiro é o estado com mais frequência de adultos mulheres com excesso de peso no país 55,7%, ficando atrás de Cuiabá com maior frequência de homens obesos com 65,8%.

Foto: Divulgação

Segundo a Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (Pnad) de 2015, foi apontado que 62,1% dos brasileiros com 15 anos ou mais não realizam atividade física. Já o suplemento “Prático de esporte e atividade física” divulgado pelo IBGE, apontou que 100,5 milhões de pessoas, de um total de 161,8 milhões, nessa faixa etária não fazem nenhum tipo de exercício.

Para o Ronaldo Leão, médico cardiologista da CDPI, as ocorrências podem ser evitadas com medidas simples no dia a dia como adquirir hábitos saudáveis, evitar bebidas alcoólicas, cigarros e sedentarismo. “Realizar atividade física diariamente, aderir uma dieta balanceada, entre outros hábitos saudáveis pode reduzir até 80% os problemas cardiovasculares”, afirma Leão.

O colesterol alto, hipertensão e diabete são fatores de risco que podem ocasionar doenças cardiovasculares, por isso, os especialistas recomendam avaliações periódicas para o monitoramento e tratamento das doenças. Para a detecção delas, os pacientes podem realizar um simples exame de sangue. Além disso, o eletrocardiograma é exame fundamental para o check up do coração já que identifica possíveis doenças coronárias.

A CDPI participa ainda junto com Delboni e Laboratório Exame, laboratórios do Grupo Dasa, do 73º Congresso Brasileiro de Cardiologia no Centro Internacional de Convenções do Brasil- CICB no dia 15 de setembro às 12h40. Os especialistas abordarão métodos de diagnóstico de doenças do coração como ”Ressonância Magnética na doença arterial coronariana princípios e diagnostico diferencial” e “Ecocardiografia: strain miocárdio na doença arterial coronariana”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Topo