Venezuelano é assassinado a golpes de facão em Roraima

Delegacia de Polícia Civil de Rorainópolis (RR) – Foto: Divulgação

A Polícia Militar de Roraima divulgou na tarde deste sábado (1º de setembro), a informação de que policiais da corporação, lotados no município de Rorainópolis, no Sul do Estado, foram acionados para atender a uma ocorrência de assassinato. Um cidadão venezuelano foi morto a golpes de facão.

De acordo com informações da Assessoria de Comunicação do Comando Geral da Polícia Militar (CGPM), o crime aconteceu na noite de sexta-feira (31/08), por volta das 21h15min (horário de Brasília), em uma das vias públicas da cidade. Até o momento nenhum suspeito foi identificado e/ou preso.

Informações preliminares revelam que a vítima teria se envolvido há alguns dias em uma briga em um bar da cidade, podendo ser este um dos motivos do crime.

Testemunhas disseram que a vítima, um venezuelano de aproximadamente 30 anos, seria morador de rua, e que momentos antes do crime ele estaria conversando com dois homens.

Moradores próximos do local onde o corpo foi encontrado disseram que ouviram gritos e pedidos de socorro, mas que decidiram permanece em casa por medo, já que também ouviram disparos de arma de fogo.

Um policial que atendeu a ocorrência, e que pediu para não ser identificado, disse que o local onde a vítima foi morta, é uma área invadida, cercada por mata nativa.

Equipes das Polícias Civil e Militar e do Corpo de Bombeiros foram acionadas e enviadas para o local do crime, que foi isolado. O corpo da vítima foi resgatado e encaminhado para o Instituto Médico Legal (IML), onde serão realizados todos os exames de necropsia.

Uma outra testemunha, que também pediu para não ser identificada, disse que após o crime viu dois homens fugindo do local em uma motocicleta.

Policiais militares realizaram buscas na região, mas até o momento nenhum suspeito foi identificado, localizado e/ou preso.

Um sargento da Polícia Militar disse ter visto dois suspeitos na região, mas que a equipe não conseguiu prendê-los.

Entraram na mata, por isso não conseguimos prendê-los. Eles queriam decapitar o venezuelano, mas não conseguiram. Viram nosso carro e fugiram. Era perceptível pelos ferimentos que ele tinha na mão que ainda tentou se defender. O venezuelano não tinha identidade e morava nas proximidades da rodoviária da cidade”, disse o sargento.

A ocorrência foi registrada na Delegacia de Polícia Civil de Rorainópolis, que ficará encarregada pelas investigações.

Com informações da Assessoria de Comunicação do CGPM/RR

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Topo