PRF apreende 1 tonelada de agrotóxicos na BR-163, próximo a Dourados (MS)

A Polícia Rodoviária Federal (PRF) em Mato Grosso do Sul divulgou na manhã desta quarta-feira (29/08), a informação de que policiais da corporação conseguiram apreender na Rodovia BR-163, nas proximidades do município de Dourados, a 225 km de distância de Campo Grande, capital do Estado, cerca de 1 tonelada de agrotóxicos contrabandeados. Três suspeitos foram presos em flagrante.

De acordo com informações da Assessoria de Comunicação da PRF/MS, a apreensão do agrotóxico e a prisão dos suspeitos aconteceram na noite de segunda-feira (27/08), durante uma fiscalização de rotina.

Foto: PRF/MS – Divulgação

Segundo os dados que constam no Boletim de Ocorrência (BO), os quais foram repassados à imprensa, os policiais faziam uma blitz na rodovia, nas imediações de um Posto da PRF, quando avistaram uma carreta carregada com fertilizantes, e sinalizaram para que o motorista, um homem de 62 anos, parasse o veículo.

Durante a abordagem, os policiais checaram os documentos do condutor, os do veículo e os da carga de fertilizantes, e constataram que os mesmos estavam aparentemente em ordem.

No entanto, eles desconfiaram das atitudes do motorista, que se mostrou excessivamente nervoso. O suspeito foi convidado a descer do veículo e a esperar ao lado da viatura policial, enquanto a carreta seria vistoriada.

O carregamento ilegal de agrotóxicos foi encontrado escondido sob a carga de fertilizantes. No total, foram apreendidos 1.050 quilos de agrotóxicos contrabandeados, provavelmente do Paraguai.

Em depoimento informal, o motorista disse ter sido ‘contratado’ para fazer o transporte do agrotóxico.

Ele disse ainda ter pego a carreta já ‘preparada’ em Guairá, no Paraná, com o objetivo de levá-la para o município de Nova Mutum, no Estado de Mato Grosso, onde deveria entregá-la a um desconhecido, e que pelo ‘serviço’ iria receber cerca de R$ 5 mil.

Outros dois suspeitos, de 39 e 34 anos, que estavam em uma caminhonete e que ‘trabalhavam’ com ‘batedores’, ou seja, que tinham como objetivo informar o motorista da carreta sobre possíveis blitz e/ou bloqueios policiais, também foram presos em flagrante.

Foram apreendidos diversos sacos de agrotóxicos, que totalizaram mil quilos, além de dois baldes de um outro defensivo agrícola ilegal, que totalizou 50 quilos. Os produtos eram de origem estrangeira e não tinha qualquer documentação fiscal. Além disso, sua comercialização é proibida no Brasil.

Os suspeitos, juntamente com a carreta, a caminhonete, o agrotóxico e a carga de fertilizante, foram levados para a Delegacia de Polícia Federal em Dourados, onde todas as providências cabíveis ao caso foram tomadas.

Com informações da Assessoria de Comunicação da PRF/MS

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Topo