Bombeiros retiram mil toneladas de entulhos do local onde o prédio desabou em SP

Foto: Agência Brasil

Os trabalhos dos militares do Corpo de Bombeiros continuaram intensos durante todo o dia deste domingo (06/05) no Largo do Paissandu, em São Paulo (SP), no local onde o Edifício Wilton Paes de Almeida desabou. Ao todo, foram retirados do local até o momento, cerca de mil toneladas de escombros.

O prédio desabou na última terça-feira (1º de maio), em decorrência de um incêndio ainda de causas desconhecidas. Até o momento foi registrada a morte de uma única pessoa, cujo corpo já foi resgatado e encaminhado para o Instituto Médico Legal (IML), onde todos os exames de necropsia serão realizados.

Segundo informações do porta-voz do Corpo de Bombeiros, Marcos Palumbo, cinco pessoas permanecem desaparecidas e, por essa razão, as buscas por possíveis sobreviventes continuam sendo realizadas nos escombros do prédio.

Os bombeiros agora trabalham com máquinas pesadas para remover os entulhos, que são colocados em caminhões caçambas.

Em média, estão sendo retirados 250 toneladas de entulho por dia”, disse o porta-voz do Corpo de Bombeiros.

Na manhã de hoje, uma equipe formada por 49 militares do Corpo de Bombeiros trabalhava em duas frentes. Durante a madrugada eram 37 militares, que se revezavam em turnos de 12 horas.

O tenente do Corpo de Bombeiros, André Elias, disse em entrevista coletiva que as chances de se encontrar alguém com vida são muito remotas, e que agora as equipes trabalhavam para resgatar os corpos das vítimas.

Com informações das Agências Brasil e Estado

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Topo