Piloto de parapente morre durante campeonato Pan-Americano no Espírito Santo

Fazendo os Novos Domínios de Internet funcionarem para todos, pode ter criado uma porta aberta para fraudadores?

Helicóptero NOTAer fez o transporte do corpo do piloto, que morreu nesta segunda-feira (02/04) em Baixo Guandu (ES) – Foto: WhatsApp

A Polícia Militar do Estado do Espírito Santo divulgou no final da tarde desta segunda-feira (02/04), a informação de que policiais da corporação, juntamente com militares do Corpo de Bombeiros, foram acionados para atender a uma ocorrência de acidente com um parapente no município de Baixo Guandu, no Noroeste do Estado. Um homem de 40 anos morreu durante a queda do equipamento.

De acordo com informações da Assessoria de Comunicação do Comando Geral da Polícia Militar (CGPM), o acidente aconteceu na tarde de hoje, por volta das 13h05min (horário de Brasília), durante o Campeonato Pan-Americano de Parapente.

Testemunhas disseram que o piloto, identificado como sendo A. H. J., de 40 anos, saltou da rampa do Mojolo e ao sobrevoar a região começou a perder altitude, caindo em um local de difícil acesso. Durante a queda ele bateu em uma pedra, desfalecendo.

Equipes de resgate e o Corpo de Bombeiros foram acionados e rapidamente chegaram ao local. Ambulâncias do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) foram enviadas para a região.

Câmeras mostram o momento da chegada do helicóptero de resgate em Baixo Guandu (ES) – Foto: AVLBG/Reprodução

Assim que chegaram ao local da queda, os bombeiros constataram que A. H. J,. já não apresentava mais os sinais vitais, tendo sua morte sido oficialmente confirmada. O corpo do piloto foi resgatado por volta das 16 horas (horário de Brasília) e transportado para uma área de fácil acesso.

Um helicóptero do Núcleo de Operações e Transportes Aéreo (NOTAer) foi acionado e realizou o transporte do corpo do piloto para o Instituto Médico Legal (IML), onde serão realizados todos os exames de praxe.

Os organizadores do evento esportivo informaram que durante essa semana 150 pilotos de 22 países estavam disputando o campeonato Pan-Americano de Parapente, e que os saltos ocorreram normalmente na rampa do Monjolo, a uma altitude de 900 metros. Lembrando que o campeonato vale pontos para o Mundial.

O piloto A. H. J. era policial civil em Campo Grande, no Estado do Rio de Janeiro. Ele deixa esposa e três filhos com idades de 4, 12 e 16 anos.

Familiares da vítima já foram comunicadas da morte do piloto e viajaram para o Espírito Santo para tentar liberar o seu corpo para que sejam realizados o velório e o sepultamento.

As causas do acidente ainda são oficialmente desconhecidas, mas serão investigadas pelas autoridades policiais competentes.

Com informações da Assessoria de Comunicação do CGPM/ES

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Topo