Jovem de 19 anos é preso por dirigir embriagado pelas ruas de Campo Grande (MS)

Foto: TV Morena/Reprodução

A Polícia Militar de Mato Grosso do Sul divulgou na tarde deste sábado (16/12), a informação de que policiais da corporação, juntamente com militares do Corpo de Bombeiros, foram acionados para atender a uma ocorrência de acidente em uma importante e movimentada via pública de Campo, capital do Estado. Apesar do susto, ninguém ficou ferido, mas um rapaz de 19 anos foi preso por dirigir embriagado.

De acordo com informações da Assessoria de Comunicação do Comando Geral da Polícia Militar (CGPM), o acidente aconteceu no início da manhã de hoje, por volta das 06h05min (horário de MS), na Avenida Duque de Caxias, no Bairro Jardim Imá, e envolveu dois veículos de passeio, um deles conduzido por um odontólogo de 19 anos, e o outro, com cinco ocupantes, que estava sendo conduzido por uma advogada de 45 anos.

No carro da advogada estavam, além da motorista, a filha dela, o genro e mais duas pessoas não identificadas.

Testemunhas disseram que o acidente aconteceu quando o veículo da advogada parou no semáforo, que estava vermelho, tendo o carro do protético colidido na traseira deste.

Ainda segundo as testemunhas, o jovem motorista, que provocou o acidente, desceu apressadamente do veículo e começou a retirar algumas garrafas de bebida alcóolica de dentro do carro. Ele aparentava estar embriagado.

A Polícia Militar foi acionada e rapidamente chegou ao local do acidente. Os policiais fizeram o teste do bafômetro nos dois motoristas, tendo o da advogada dado negativo, e o do protético dado um índice bastante elevado de álcool no corpo, acima do limite permitido por Lei, caracterizando dessa forma crime de trânsito.

O jovem motorista negou que tivesse tirado garrafas de cerveja de dentro do carro. Ele não apresentou a Carteira Nacional de Habilitação (CNH) e disse que o documento do veículo estava atrasado.

Diante dos fatos, os policiais militares deram voz de prisão ao suspeito e o levaram para a Delegacia de Polícia Civil, onde prestou depoimento e foi autuado e multado.

O carro do jovem protético foi guinchado e levado para o pátio do Departamento Estadual de Trânsito (Detran), onde permanecerá a disposição do proprietário.

A traseira do carro da advogada e a frente do veículo do protético ficaram destruídos.

Com informações da Assessoria de Comunicação do CGPM/MS

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Topo