Ciclista de 41 anos morre atropelado em Dourados (MS)

Foto: Dourados Agora/Cortesia

A Polícia Militar de Mato Grosso do Sul divulgou na manhã deste domingo (10/12), a informação de que policiais da corporação, juntamente com militares do Corpo de Bombeiros, lotados no município de Dourados, a 214 km de distância de Campo Grande, capital do Estado, foram acionados para atender a uma ocorrência de acidente de trânsito em um dos bairros da cidade.

De acordo com informações da Assessoria de Comunicação do Comando Geral da Polícia Militar (CGPM), o acidente aconteceu na madrugada de hoje, por volta das 01h35min (horário de MS), e envolveu uma bicicleta, conduzida por um homem de 41 anos, e um veículo de passeio, conduzido por um jovem de 27 anos.

Segundo os dados que constam no Boletim de Ocorrência (BO), os quais foram repassados à imprensa, o ciclista seguia pela Rua Cesário Domingues, que é a preferencial, quando foi atingindo por um carro de passeio, cujo condutor seguia em alta velocidade e não teria respeitado a sinalização existente no cruzamento.

Testemunhas disseram que depois do atropelamento o condutor do carro teria fugido do local do acidente sem prestar depoimento, mas que alguém o havia seguido, anotando as placas do veículo e registrado o endereço onde ele morava.

A Polícia Militar e o Corpo de Bombeiros foram acionados e rapidamente chegaram ao local do acidente. Os bombeiros tentaram reanimar o ciclista, mas ele veio a óbito quando recebia os primeiros socorros.

De posse da descrição do veículo e do endereço do motorista, uma equipe da Polícia Militar foi até a residência do suspeito, que alegou ter saído do local do acidente porque estaria com o filho menor de idade no interior do veículo, e que a criança teria ficado bastante assustada.

O teste do bafômetro realizado no rapaz mostrou 0,59 miligramas de álcool por litro de ar expelido, o que caracteriza estado de embriaguez.

Diante dos fatos, os policiais militares deram voz de prisão ao jovem motorista de 27 anos, e o conduziram à Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário (Depac), onde a ocorrência foi registrado. Ele vai responder a processo por homicídio culposo na direção de veículo automotor qualificado por embriaguez ao volante.

Com informações da Assessoria de Comunicação do CGPM/MS

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Topo